Ernest Hemingway: «Um homem pode ser destruído mas não vencido.»

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

Dia de relva queimada?...

Miguel Relvas queria  fazer prova de vida, deixar obra de demolição nesta sua passagem pelo governo,  pela qual seria recordada a sua grandeza destrutiva e a sua pequenez enquanto homem de Estado…
Mas, para já, o país não deixou e a “ privatização da RTP foi adiada pelo Governo”.
Relvas é a imagem deste governo.
Este governo tresanda a Relvas.
Vão cair juntos um dia destes.
Para já, fica o desabafo de Relvas...
“Gostava de ter ido mais longe, mais depressa”

Sem comentários: