Ernest Hemingway: «Um homem pode ser destruído mas não vencido.»

quinta-feira, 22 de março de 2012

Concurso de ideias para o areal da praia: se era para a fotografia, “bacalhau bastava”!...

Imagem  sacada daqui

Na Figueira, quase toda a gente sabe que o projecto vencedor do concurso para o areal da praia não tem hipóteses de ser realizado nos próximos anos, uma vez que orçaria os 102 Milhões de euros!.. 
Na Figueira, muita gente sabe que o projecto vencedor do concurso para o areal da praia, que não tem hipóteses de ser realizado, uma vez que orçaria os 102 Milhões de euros, acabou por custar, aos depauperados cofres da Câmara Municipal da Figueira da Foz, qualquer coisa como 60 mil euros (30 mil para o primeiro classificado, 20 mil para o segundo e 10 mil para o terceiro…)!.. 
Na Figueira, alguma gente sabe que a Câmara Municipal tem um gabinete de arquitectura, que dada a actual conjuntura das finanças camarárias, não deve ter assim tanto que fazer… 
Na Figueira, há gente que se interroga se os arquitectos da Câmara Municipal da Figueira da Foz, dado terem disponibilidade de tempo, não teriam competência, profissional e técnica, para elaborar um projecto para o areal da praia da Figueira, tal como o vencedor, sem hipóteses de ser realizado nos próximos anos, uma vez que não há um cêntimo, quanto mais 102 milhões de euros, para o concretizar!.. 
Se era para a fotografia, “bacalhau bastava”!..

1 comentário:

José disse...

EH EH,a foto está espetacular,o pior é o resto,afinal quando o Santana Lopes mandou construir o Oásis,foi o fim do mundo,quando foi feito o estudo para o aeroporto no mandato do ps,anterior ao Santana,segundo a imprensa na altura,foram gastos150.000 euros e nada passou do papel,agora esbanjaram mais uns quantos centos(60.000)e mais uma vez vai ficar no papel,afinal quem será o pára-quedista que caíu na Figueira?Será o Santana ou esta cambada de esbamjadores que estão à frente do destino do concelho mas mais uma vez provam que para nada servem a não ser oposição(de má qualidade)e gastar os nossos contributos em projetos fantasmas?
Afinal o que diz a oposição a isto?Ninguém toma uma posição?Será que estão de acordo?Será que estes aprenderam com o socrático?Se assim foi,estamos lixados.