terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Coitadinho!...

3 comentários:

Rui Curado Silva disse...

Ele sabia muito bem em que é que estava a participar quando obteve 140% de lucro...

Abraço

António Agostinho disse...

Ai não que não sabia...

Guimaraes disse...

O homem é coerente. Lembram-se de ele, quando 1.º ministro, promover a "sociedade de sucesso", que não era mais que a velha teoria de que os fins justificam os meios? Infelizmente a moda pegou e ainda hoje há quem atinja o "sucesso" subindo pela faca espetada nas costas do colega. Ele agora declarou que entregava o dinheiro ao banco e só pedia que rendesse o mais possível, isto é, atingisse o sucesso, não sabia nem lhe interessava como. Processos limpos? Tráficos diversos? Não sabe nem quer saber! Isto não é coerência?