"Transportai um punhado de terra todos os dias e fareis uma montanha." - Confúcio

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Jorge Pelicano, repórter, realizador e um português atento

De Jorge Pelicano pouco conheço. Sei que é natural da Fontela, Vila Verde, estudou na Guarda, onde foi colega de curso da minha sobrinha Vanessa, e é um realizador que tem somado prémios, nacionais e internacionais, pelos dois documentários que já fez: "Ainda Há Pastores?” e “Pare, Escute e Olhe”.
Do profissional, repórter e realizador, tenho visto algumas reportagens na SIC e noto que está a trilhar um caminho profissional difícil, ao trazer até nós imagens de um País – o nosso – que os poderes políticos continuam a olvidar.
Primeiro, foi com “Ainda há pastores”. Agora, com “Pare, escute e olhe”, um retrato crítico, pertinente e mordaz de um Portugal de políticas desastrosas e desastradas, de erros de ordenamento do território, como é o caso focado no documentário "Pare, escute e olhe"
Jorge Pelicano, ainda um jovem repórter e realizador, tem visto o seu trabalho reconhecido. Com “Pare, escute e olhe”, ganhou prémios no DocLisboa e no Festival de Seia.
Agora, chegou a vez da Câmara da Figueira reconhecer o mérito dos documentários de Jorge Pelicano, jovem repórter, realizador e um português atento, cuja obra nos leva a “reflectir, olhar para o futuro e questionar aquilo que se faz em nome do progresso”, ao atribuir-lhe na reunião de terça-feira passada, um voto de louvor, por proposta do vereador da Cultura, António Tavares.

1 comentário:

alex campos disse...

Tens um desafio no meu blog.