Sou o senhor de meu destino; Sou o capitão de minha alma.” William Ernest Henley

domingo, 17 de agosto de 2008

O anonimato

Nunca abandonar a reserva de não entrar em polémica com quem não assina, mesmo que, para mim, ele já não seja anónimo.

1 comentário:

Anónimo disse...

Ele?
Certezas tão certas como hoje ser domingo e não haver nada para se fazer.
Quer dizer, haver, há...