"Transportai um punhado de terra todos os dias e fareis uma montanha." - Confúcio

segunda-feira, 20 de novembro de 2006

Caladinho, ficava-lhe tão bem!...


Dizem, que é boa pessoa e que é divertido.
Na semana passada publicou um livro, dando a sua versão sobre os acontecimentos que conduziram à sua demissão de primeiro-ministro.
Onde chegou, recorde-se, já fragilizado e sem legitimidade eleitoral própria.
Na altura, ao arrepio de todas as expectativas resolveu baralhar, tudo e todos, e assumir o inesperado: foi obediente e pacifico.
Enfim, aceitou o presente envenenado e vestiu o fato de estadista.
Deu-se mal.
Logo à partida tinha tudo contra si: um Dr. Sampaio politicamente nada amigável, estranhamente uma má imprensa e o seu partido dividido e em crise.

Na altura, e pelos vistos também agora, não entendeu a realidade que viveu.
Será que vai recomeçar pelas origens?
Que papel, desta vez, estará destinado à Figueira?...
A travessia do deserto ainda está curta...
E esta versão de caladinho ficava-lhe tão bem!..

3 comentários:

Anónimo disse...

TANTA GENTE COM MEDO DO REGRESSO E TANTOS MAIS DESEJOSOS QUE ISSO ACONTEÇA.NO CAOS EM QUE A FIGUEIRA ESTÁ QUALQUER ALTERNATIVA DÁ ESPERANÇA,COM SANTANA LOPES A FIGUEIRA VOLTA A SER RESPEITADA E DEIXA DE SER COIMBRA C.....

Anónimo disse...

Acredito, infelizmente, que o Santana pudesse reganhar a Câmara da Figueira. Digo infelizmente, porque revelaria um sintoma de menoridade política do nosso Concelho.
Quando o país inteiro já percebeu quem é a "peça" e já o rejeitou, o "figueireinhas" desejoso de festa, admite abrir-lhe os braços! Quem nós somos, afinal?

Anónimo disse...

Bom post, este sim é daqueles com assinatura de António Agostinho, mas com uma boa foto,
Abraço
Beira-Mar