sexta-feira, 4 de novembro de 2016

Foto aérea do "CAIS", QUE NUNCA FOI "CAIS", MAS, SIM "PRAIA" QUE TEVE "UMA LOTA DE SARDINHA"...

Esta fotografia é de uma beleza única.
Retrata a beleza do que é natural em todo o seu esplendor! 
Esta fotografia, neste momento, era de divulgação obrigatória. 
Retrata um rio assoreado e uma praia fluvial: a praia da sardinha.
É importante saber ver a beleza e partilhá-la com rigor. 
O rigor, na história de uma cidade, não pode ser coisa de somenos ou indiferente.
Antes pelo contrário.

2 comentários:

A Arte de Furtar disse...

Esta fotografia é de uma beleza única!
Porque é bela como a verdade!

Marques Cabete disse...

Parabéns Agostinho, a capacidade de acordar memórias, não é para todos, e a história é feita de estórias. Abraço.