.

“O que impede de saber não são nem o tempo nem a inteligência, mas somente a falta de curiosidade.”
- Agostinho da Silva

terça-feira, 23 de outubro de 2018

Ana Mesquita, deputada do PCP, esteve ontem nas instalações do Grupo Desportivo Cova-Gala

Foto António Agostinho
A deputada do Grupo Parlamentar do Partido Comunista, na Assembleia da República, Ana Mesquita, esteve ontem nas instalações do Grupo Desportivo Cova-Gala, onde lhe foram mostrados os elevados danos e os problemas de funcionamento, que a tempestade Leslie provocou no dia a dia da  freguesia de S. Pedro.
André Mora, o presidente da Direcção do Cova-Gala, mostrou apreensão pelo futuro do clube (os prejuízos rondam os 140 mil euros), ao mesmo tempo que explicou à deputada Ana Mesquita o papel do Cova-Gala junto da juventude de uma freguesia com tantos problemas sociais e humanos como São Pedro.
A deputada do PCP, embora realçando as limitações do PCP, pois tem poucos deputados, mostrou-se sensível ao assunto e prometeu levar este caso ao conhecimento da Assembleia da República. 
Registe-se que, neste momento, o Grupo Desportivo Cova-Gala, devido à falta de condições de segurança, está impedido de realizar jogos no campo de futebol 11, o que pode custar uma penalização monetária de 400 euros por fim de semana, devido às multas aplicadas pela AFC.
A hipótese do clube da margem sul da cidade da Figueira da Foz utilizar outras infraestruturas do concelho está fora de questão, uma vez que, esclareceu André Mora, o Clube não dispõem de meios de transporte próprio. 
Recorde-se que a tempestade Leslie destruiu a vedação e a iluminação do campo do Grupo Desportivo Cova-Gala, tendo ainda atingido outras zonas e estruturas do recinto desportivo. 

Sem comentários: