.

“O que impede de saber não são nem o tempo nem a inteligência, mas somente a falta de curiosidade.”
- Agostinho da Silva

segunda-feira, 21 de março de 2016

O capitalismo é mesmo como o Fernando o define...

O que o capitalismo primário recentemente tentou fazer a Portugal, com a ajuda ideológica do neoliberalismo, foi o fim da macacada.
Agora, resta-lhes andarem a comer-se uns aos outros.
Para esta gente, autênticos abutres, não há humanismo nem humanidade. 
O objectivo deles é básico e transparente: regressar ao passado... 
Para eles, não há respeito por nada, nem por ninguém. 
A direita política borrifa-se para coisas dispensáveis como saúde, educação, cultura, informação, comunicação e pessoas. 
Essas coisas são empecilhos que atrapalham a economia. 
A política para eles não existe.
Os tempos que vivemos em Portugal são perigosos. 
Esperemos que não cheguem a ser mais dramáticos. 

Sem comentários: