.

"Como todos sabem, há diversas modalidades de Estado. Os estados socialistas, os estados capitalistas e o estado a que chegámos" na Figueira.

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Como explicar aos jovens?..

Os mais jovens jamais vão saber o que era este país antes de Abril de 1974!
Os mais jovens jamais vão saber o que era este país há 25 anos atrás, em 1986, quando Portugal aderiu à Europa!..
Como explicar-lhes, então, no momento em que cai sobre todos a canga de liquidar a factura, que foram os pais deles que derreteram, ou deixaram derreter pela sua apatia e conformismo, quase todo o dinheiro vindo da Europa, para aumentar fortunas privadas de gente bem posiocionada, politicamente falando, valendo-se de compadrios e amizades, pessoais ou interesseiras, para satisfazer gulas desmedidas,  individuais ou de grupo.
Somos um povo, como afirmou há muitos anos atrás um romano, de que não me ocorre neste momento o nome, “que nem se governa, nem se deixa governar”.
Estamos  no ponto em que a Europa compreendeu que somos incapazes de nos governarmos sozinhos…
Mais uma vez, em 5 de Junho próximo vamos ser enganados. Nada a que já não estejamos habituados!.. Enganados fomos sempre: mas, nos últimos 36 anos, temos sido enganados pelos  que fomos elegendo, por esperteza ou por ignorância, por voto ou imposição, ou por chico-espertismo - o favor com favor se paga!..
Por isso, chegámos aqui: a uma miséria de povo, “burra que nem um tamanco”, que tem a mania que é sabida, mas que esquece que, na sua esmagadora maioria, não é gente séria, nem solidária, mas sim extremamente interesseira e individualista – o que conta é o que gravita em torno do seu umbigo.
Chegámos aqui e as perspectivas são medonhas. Atentem, somente, nas hipóteses de primeiro ministro e de  governo que poderemos ter a seguir a 5 de Junho próximo.
É de meter medo ao susto!..
Aí está, para quem quiser ver, o espelho do País e da espécie que somos.
O português, como espécie humana, é um ser encantador. Como gente é uma fraude.
E estamos a pagar por isso! E vamos pagar mais!..
Estamos “feitos ao bife”!... Como explicar isto aos jovens?..

Sem comentários: