"Transportai um punhado de terra todos os dias e fareis uma montanha." - Confúcio

domingo, 15 de maio de 2011

O angélico Passos Coelho, via Catroga...

Ao que parece pela última sondagem conhecida, “o PS retirou pela primeira vez a liderança ao PSD na terceira sondagem da Intercampus para o PÚBLICO e TVI. E passou os “laranjas” de uma forma clara: os socialistas somam agora 36,8%, contra 33,9% dos sociais-democratas. Quem parece estar a “lucrar” com a perda dos sociais-democratas é o CDS-PP que sobe mais de 2% em relação às anteriores recolhas de opinião .”
Confesso que isto não me surpreende, apesar de ter muitas reservas em relação às sondagens.
A explicação é simples: apesar de existirem três partidios – PS, PSD e CDS – que aceitaram governar com o programa da «troika», só um se tem comportado como estupidamente amador, politicamente falando é claro!..
Em Portugal, o profissionalismo político é esconder o jogo.
E aí, o PS e CDS têm sido mestres. O único que tem deixado transparecer a ideia de que o acordo com a «troika» é para cumprir, tem sido o PSD do angélico Pedro Passos Coelho, via Catroga.
Que estupidez!... Será que esta gente vive no século passado e ainda não percebeu o elementar?
Em Portugal, as eleições ganham-se promovendo e alimentando as ilusões dos eleitores. Sócrates e Portas,« ratas velhas» e políticamente experientes, sabem-na toda…
Passos, não percebeu, em devido tempo, uma coisa tão simples como esta: para a grande maioria dos portugueses o desejo é manter tudo na mesma.
Isto é: os portugueses gostam de viver de ilusões.
E Sócrates e Portas têm gerido a campanha mantendo a expectativa dos portugueses em manter essa ilusão!...
Está na cara, que depois das eleições  a prática irá ser outra…
Mas, isso é o normal e também já estamos habituados…

1 comentário:

gina henrique disse...

Se as sondagens do próximo dia cinco se tornarem realidade quem sabe possamos tirar algum partido disso e aproveitando a ideia de Paulo Futre organizaremos voos charter com destino a Lisboa para que a Europa e quem sabe o Mundo nos venha conhecer melhor a nós como pessoas raras e ao nosso primeiro ministro como exemplar único da espécie em questão!