"Transportai um punhado de terra todos os dias e fareis uma montanha." - Confúcio

segunda-feira, 30 de maio de 2011

Grande Futre

Um discurso que arrancou muitos aplausos da multidão presente na cerimónia. Inadvertidamente, no meio dos aplausos entusiásticos, a realização mostra um Mira Amaral descontente que não bate palmas e que está visivelmente irritado com o discurso. Logo atrás, um outro «colarinho branco» não disfarça os seus sentimentos com uma expressão marcada pela arrogância (cerca dos 4 minutos).
Para a classe política, a pobreza é um incómodo. Um tema extremamente inadequado para uma cerimónia daquelas. E Futre, esse, deve ser um comunista radical – só pode…
Houve um outro político que não pareceu gostar muito da prestação de Futre. Manuel Maria Carrilho não conseguiu disfarçar o sorriso amarelo. Mas aí, está bom de ver, os motivos foram outros…

Sem comentários: