.

“O que impede de saber não são nem o tempo nem a inteligência, mas somente a falta de curiosidade.”
- Agostinho da Silva

terça-feira, 30 de março de 2010

Tudo pelo partido, nada contra o partido!..

Outro dia, um Congresso partidário, atento às questões políticas, mas anestesiado para os aspectos estatutários internos, aprovou a chamada "Lei da Rolha".
Muita gente, à posteriori, se admirou com a ocorrência. Não sei porquê, pois os congressistas eram do partido e tudo devem ao partido. Sobretudo, obediência, muita e cega obediência. Porque é o partido, ou quem nele manda, que os escolhe, que os propõe, que os elege com os votos do “povo” que, provavelmente, também pertencerá ao partido.
Os congressistas, como se viu, estão no Congresso, para “dar a bênção” a toda e qualquer ideia, por mais louca, ou despropositada que seja, que passe pela cabecinha de quem manda, nem que seja conjunturalmente, no partido.
Não o fazerem é colaborar objectivamente com a oposição, seja nas grandes como nas pequenas questões.Tudo pelo partido, nada contra o partido.
É assim que as coisas funcionam. Nos partidos.

Sem comentários: