terça-feira, 27 de junho de 2006

“Mate-se já! ... A valer! ...”




Lá para Dezembro, o encerramento da maternidade parece inevitável! ...
A nossa cidade vai ser espoliada do acto mais bonito da vida: “nascer na Figueira!”
Porquê, então, poupar a morgue?
Se não podemos “nascer na Figueira”, porque haveremos de poder “morrer na Figueira”?
Portanto, “morrer longe, já!...”, pode ser o próximo objectivo a seguir para resolver a crise! ...
A crise existe.
Há que tomar medidas.
Em primeiro lugar está a resolução do défice! ...
A maternidade vai encerrar, por não conseguir 1500 partos por ano! ...
A culpa é sempre nossa! ...
Somos uns malandros: nem procriamos a valer! ...
Então, se uma morgue não consegue 1500 mortos por ano, porque é que deve continuar a funcionar?
Se somos malandros a nascer, temos de ser empreendedores a morrer! ...
Uma morgue não pode ser ridícula. Tem de ter número de mortos a sério.
Para não termos de ir morrer longe, no futuro, só temos uma solução - morrer já e em força!...
Se há futuro para a morte?! ... Temos de salvar o futuro! ... Temos de continuar a poder continuar a “morrer na Figueira”! ...
Sejamos bairristas em tudo. Não só no futebol! ...
Temos de salvar a solvência da Segurança Social! ...
De forma gratuita, aqui fica o meu contributo para a campanha “MORGUE ABERTA”.

“Há mínimos a cumprir
Quer que a morgue da Figueira continue a viver? ..
Mate-se já! ... A valer.
Força! Juntos vamos conseguir! ...”

2 comentários:

jorge w disse...

Excelente texto, sim senhor.
Há muito tempo que não tinha contacto com um humor negro inteligente... para aí desde que o Cavaco ganhou a presidência.

FAMOSOERUDITO disse...

Então, se estamos a falar de humor negro, aqui fica uma dose pequena!!!!!
Quem quer acabar com a Morgue do H.D.F.F, não se pode esquecer do ícon da morgue! o que fazemos ao ilustre PORRITA?
Onde vamos buscar umas iscas fresquinhas?
É que ter o PORRITA desmpregado é pior que ter o cemitério fechado!:):):):)
FAMOSOERUDITO