quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

A deputada Ana Oliveira no Conselho Nacional do PSD

Além de deputada, Ana Oliveira é vereadora da Câmara da Figueira da Foz com o mandato suspenso. Foi eleita pela Lista H, a segunda mais votada.

Portinho da Gala vai ter novo regulamento


De harmonia com uma notícia publicada na edição de hoje do jornal AS BEIRAS, o gabinete jurídico da Câmara da Figueira da Foz está a elaborar  um novo regulamento para o Portinho da Gala, contando com o contributo da Junta de Freguesia de São Pedro e da Capitania da Figueira da Foz. 
Neste momento, estão a ser enviadas cartas aos utilizadores, solicitando-lhes documentos para, depois, se aplicarem as novas regras de utilização da infraestrutura. 
Entretanto, o prazo para a apresentação dos documentos foi alargado, tendo em conta que os pescadores estão ocupados com a pesca da lampreia. 
Há muito que o cumprimento do regulamento é reclamado, devido a diversas situações que se vêm repetindo. Por exemplo, segundo fonte que conhece o funcionamento do portinho da Gala, haverá quem já tenha abandoando a actividade mas mantém o armazém de aprestos para guardar objectos pessoais, como, por exemplo, bicicletas. 
Por outro lado, a utilização dos lugares de acostagem e do cais destinado à manutenção das embarcações tem gerado contestação por parte de alguns armadores. É para por termo a situações que possam proporcionar uma utilização indevida ou desadequada do porto que vai ser aplicado o novo regulamento. 
“Temos de criar normas para o portinho poder funcionar melhor e adequar-se às necessidades dos pescadores”, defendeu o presidente da Junta de São Pedro, António Salgueiro, em declarações ao jornal AS BEIRAS.
O Portinho da Gala foi inaugurado em 2004. Cerca de 10 anos depois, a autarquia inaugurou um centro cultural e de convívio para a comunidade piscatória. Pelo meio, foram construídos os 80 armazéns. Para um futuro próximo, está prevista uma ligação directa da EN109 à infraestrutura, cujos acessos actuais limitam a actuação dos bombeiros em caso de incêndio. 

Durão Barroso acusado de quebrar promessa de não fazer lobby pelo Goldman Sachs

O ex-presidente da Comissão Europeia encontrou-se em Outubro com o comissário finlandês com as pastas do emprego e crescimento, violando o compromisso com Juncker de que não faria lóbi em Bruxelas pelo banco americano.
A reunião foi anotada no registo de reuniões do comissário, mas sendo apontado como interlocutor “The Goldman Sachs Group, Inc. (GS)”, sem referência explícita ao nome de Durão Barroso. 
Estranhamente, não há qualquer documento escrito sobre o que resultou do emcontro.
Recorde-se que na altura em que abandonou a presidência da Comissão Europeia, Durão Barroso garantiu ao seu sucessor, Jean-Claude Junker, não estar a ser “contratado para fazer lóbi em nome do Goldman Sachs e não pretendia fazê-lo”. Enquanto a Goldman Sachs justificava que o novo quadro iria trazer “imensos conhecimentos e experiência”, o comité de ética da Comissão Europeia concluía que esta contratação não violava os deveres de integriade e discrição – uma decisão “baseada na promessa do Sr. Barroso de não fazer lóbi”.
Às tantas, porém, o encontro ertre o vice-presidente da Comissão Europeia Jyrki Katainen, e Durão Barroso, representante do Goldman Sachs, foi um momento entre amigos: serviu, apenas, para “beberem uma cerveja”
«Os meninos bons vão para o céu. Os maus para a Goldeman Sachs».
É preciso "trabalhar" muito, para se levar uma vida honesta...

A informática chegou para resolver problemas...

"Figueira da Foz desenvolve aplicação informática para gerir limpeza florestal" 

Nota de rodapé.
Aplicação ajuda.... 
Mas limpa os terrenos?