domingo, 19 de outubro de 2014

Rescaldo das intercalares de S. Pedro - 19 de outubro de 2014

Com o devido respeito, o PS figueirense, nestas intercalares de S. Pedro, fica para a história da política local, como um exemplo acabado de um partido burro e sem princípios. 
Confesso que cheguei a ter pena dos militantes do PS, em S. Pedro, para quem estas eleições foram um instrumento de tortura manipulado pelo seu próprio partido.  
Para além de um certo (muito) desprezo mostrado pelos sentimentos dos seus próprios eleitores, muitos responsáveis pelo PS devem ter considerado que a junta de S. Pedro deve ser gerida em função da vontade de uma espécie de nobreza aldeã.  
Na minha Aldeia, anos atrás, a esquerda - PS mais PCP -, contava com uma quase unanimidade. O PSD era um partido minoritário. O CDS era o que ainda é - uma anedota.
Durante muitos anos o PSD nunca imaginou ganhar umas eleições autárquicas.
Conseguiu, porém, estar no poder, durante vários mandatos, graças aos malabarismos conhecidos, a cumplicidade e a participação assumida e activa, de muitos que, nestas intercalares, integraram a lista do PS.
Por este caminho, se tudo correr como penso que vai decorrer, a Aldeia ainda vai ser um baluarte do PSD.
Desta vez, o PS figueirense esteve igual a si próprio - foi o burro do costume.

No rescaldo das intercalares, a coisa, resumindo, foi isto.
Em 2013, registaram-se os seguintes resultados: 
Assembleia de Freguesia
Num universo de 2.776 inscritos, votaram 1.471 - 52,99% de abstenções.
- CDU 87/LISP 419/PS 897

Nas intercalares de hoje:
Assembleia de Freguesia
Num universo de 2793 inscritos, votaram 1.132 - 59,9   de abstenções. 
- CDU 142/ PSD 205/PS 725/PCTP/MRPP 19

Vencedora absoluta : abstenção.
É um direito, claro, mas depois não se queixem.
É certo que o desencanto é muito, tal facto é por demais compreensível, mas a solução não parece ser por aí.

Perdedor maior: PS.
Um valente cartão vermelho, sem mais nem menos. De 897 votos há um ano - passou para 725!..
Pudera, com o desânimo e revolta que por aí vimos e sentimos, seria de espantar que acontecesse o contrário. Haja coerência.

Vencedor maior: CDU.
Pode ter beneficiado da abstenção, porque os seus apoiantes falham menos, é verdade, mas não deixa de ser um reforço, que significa, certamente, alguma coisa. Ou muita. De 87 passou para 142 votos!
Num espaço de um ano, foi obra! E conseguiu um mandato, o que já não acontecia desde 2005.

Perdedor médio: PSD.
Médio a fugir para o grande. Só conseguiu 205 votos...

Papel cumprido: PCTP/MRPP.

Que PS vai restar na Aldeia depois disto?..
Para já, o óbvio é que voltou 20 anos atrás.

Mas, havemos de sair disto...
A luta continua: ao trabalho, covagalenses, ao trabalho!

4 comentários:

Anónimo disse...

Eu sei que nao vai publicar este comentário mesmo assim comento.
Tome um kompensan que isso passa-lhe.

Antonio Agostinho disse...

Agradeço...
Mas, por enquanto – e não podemos dizer que desta água não beberemos - não tenho problemas de estômago.
Porque perde o seu tempo por estes lados?...
Entretanto, pode entreter-se a ir dar música aos perus de Natal para lhes aliviar o stress...

Anónimo disse...

os amigos do petisco estão satisfeitos porque conseguiram lá meter a pandilha de novo, é pena terem de pagar uns pelos outros mas não se preocupem que mais uns quantos indesejáveis irão ter a porta aberta e alojamento neste canto, o povo é ordeiro e anfitrião,continue a lamentar-se e colha aquilo que uns quantos semearam

João Santos disse...

Kompensam e Guronsan são para as orgias politicas que os "Boys" tanto praticam, oftalmologistas são para os que não querem ver. Vem aqui insultar que tem o direito a opinar sobre o estado da terra e insulta em nome do "povo ordeiro e anfitrião"
Já agora pergunto; assina como "Anónimo" por vergonha ou covardia?