.

“O que impede de saber não são nem o tempo nem a inteligência, mas somente a falta de curiosidade.”
- Agostinho da Silva

sexta-feira, 8 de novembro de 2019

Como é bom viver na Figueira, um concelho democrático e amigo do ambiente...

Da série De parque verde a retail park...
E quando as obras do Continente interferem com um Ribeiro público?
Ter o privilégio de morar numa cidade e num concelho como a Figueira, deveria constituir uma benção que os ingratos dos figueirenses, no geral, não sabem apreciar devidamente nem dão o justo valor. 
Eu, pecador me confesso.
A democracia figueirense está patente nos políticos eleitos democraticamente pelo povo. Eles, os políticos, tirando as excepções que confirmam a regra, são o espelho ambiental, social, cultural, intelectual e moral dos cidadãos que os elegeram e representam.

1 comentário:

Alda da Rocha disse...

Quando os eleitos são mal eleitos, por gentes pauco consciente e muito abstenção. Fica sentimento de superioridade do eleito, quem tem uma ideia paternalista de seu papel.
Salazarismo no dead!