.

#FIQUE EM CASA. LAVE AS MÃOS. EVITE CONTACTOS. #FIQUE EM CASA. LAVE AS MÃOS. EVITE CONTACTOS. #FIQUE EM CASA. LAVE AS MÃOS. EVITE CONTACTOS. #FIQUE EM CASA. LAVE AS MÃOS. EVITE CONTACTOS. #FIQUE EM CASA. LAVE AS MÃOS. EVITE CONTACTOS. #FIQUE EM CASA. LAVE AS MÃOS. EVITE CONTACTOS. #FIQUE EM CASA.#FIQUE EM CASA.

segunda-feira, 18 de novembro de 2019

Ambientalistas estejam tranquilos: Figueira, ainda vai ser uma cidade verde!

Via Diário as Beiras

«Reflorestação no Paião
Miguel Pereira adiantou, numa reunião de câmara, que a reflorestação dos baldios do Paião ficará concluída até ao fim do mês, com cerca de uma dúzia de hectares de pinheiros e outras árvores autóctones. Por outro lado, revelou ainda, a primeira fase do investimento na reflorestação de áreas ardidas e gestão florestal a cargo do município “já foi realizada”.
O plano de ação contou com a colaboração da Misericórdia de Lisboa, que
comparticipou na aquisição de uma máquina. E está em curso uma campanha de sensibilização ambiental nas escolas. “Não basta reflorestar, temos de reflorestar com qualidade”, defendeu o autarca.
Plantação de centenas de árvores
Por sua vez, o presidente da câmara, Carlos Monteiro, na reunião de câmara,
anunciou a plantação de várias centenas de árvores na avenida Amália Rodrigues, parque das Gaivotas, parque aventura, parque de campismo, jardins do Centro de Artes e Espetáculos e em diversas ruas da cidade, para substituição de árvores doentes. Por outro lado, ressalvou que a autarquia investe 25 mil euros por ano tratamento de palmeiras atacadas pelo escaravelho.»

Sem comentários: