.

“O que impede de saber não são nem o tempo nem a inteligência, mas somente a falta de curiosidade.”
- Agostinho da Silva

sábado, 22 de junho de 2013

Somos Figueira (cartilha básica)

Só hoje consegui ouvir mais esta entrevista do bonacheirão e patusco Gil a Miguel Almeida...
Já agora, caros amigos, há mais Figueira...
Depois de ouvir o que consegui desta entrevista do candidato "à direita", apesar de não me apetecer dizer "coisas", reflecti o seguinte:

1. Nem Cristo agradou a todos. 
2. Temos de escolher onde teremos de perder, para ganhar. 
3. Escolhemos perder os críticos da gestão de Santana Lopes. 
4. Queremos ganhar todos os outros. 
5. A estratégia assenta na concentração. 
6. Mesmo uma coligação pode não ser tudo para a generalidade  dos figueirenses. 
7. “Os críticos não são a generalidade dos figueirenses”
8. Nós bem sabemos o que é a generalidade dos figueirenses. 
9. As estratégias nascem do vazio. 
10. Por vezes, é preciso fomentar o vazio. 
11. O empobrecimento partidário e político da Figueira, se o soubermos aproveitar, pode correr a nosso favor . 
12. O poder vem da experiência, não do intelecto. 
13. Tal como a nível nacional (Passos, Seguro, são bons exemplos…), não é preciso estudar e, muito menos, ler, para se chegar ao topo das juventudes partidárias, a primeira cadeia alimentar dos actuais políticos. 
14. Ser líder, por ser um produto “mad by Santana”, na Figueira, é um argumento em si mesmo. 
15. O produto “mais vendido na Figueira” não precisa de outros argumentos. 
16. Nunca fomos, somos ou seremos de oposição. 
17. Fomos, somos, seremos de “posição”
18. Na gestão exemplar dos silêncios e das omissões é que está a virtude…

E pronto.
Já que não posso dar mais nada para o "Somos Figueira" - seguramente, nem o meu voto - "fica esta palmadinha nas costas e o meu carinho" para Miguel Almeida.
Entretanto, e desde já, boas festas e jingobeles!..

Sem comentários: