.

"Como todos sabem, há diversas modalidades de Estado. Os estados socialistas, os estados capitalistas e o estado a que chegámos" na Figueira.

sexta-feira, 21 de junho de 2013

É pedir muito?..

Tenho escutado as posições que têm sido formuladas relativamente ao não pagamento atempado dos subsídios de férias a funcionários e pensionistas e considero que, no geral, não tocam no âmago da coisa...

Na minha opinião, as motivações governamentais passam pelo seguinte:

· O terceiro trimestre é sempre o mais pujante de nossa economia – abrange o mês das férias dos nacionais e da chegada de emigrantes e turistas. É também aquele em que mais se exporta.

· Daqui decorre que o pagamento do subsídio neste mês não geraria impacto significativo na análise ao período.

· No entanto, se no quarto trimestre (que envolve o Natal e todo o consumismo a ele associado), houver um grupo significativo que venha a dispor de um maior poder de compra (daí que só estejam em causa os subsídios e as pensões de valor mais elevado!...), é certo que isso será refletido nos índices de consumo.

· Ora, considerando que a análise do quarto trimestre de 2013 será feita no primeiro semestre de 2014 (ou seja, na ressaca de um Orçamento de Estado com medidas muito gravosas e após uma copiosa derrota nas eleições autárquicas…), um aumento do consumo gerado por força deste artifício permitiria ao Governo “demonstrar” que o País estava em franca recuperação económica, sublinhando a eficácia a médio prazo das políticas prosseguidas, "como se comprovava pelos resultados obtidos nos dois últimos trimestres de 2013…"

E, para certos quadrantes da opinião publicada e televista, isto seriam notas para sinfonias inspiradoras…
Abraço e desejos de bom fim de semana...

Nota: 
- texto recebido por mail, de um leitor devidamente identificado.

Sem comentários: