.

“O que impede de saber não são nem o tempo nem a inteligência, mas somente a falta de curiosidade.”
- Agostinho da Silva

sábado, 25 de agosto de 2012

Vandalismo na Figueira…

Lamentavelmente, os balneários e sanitários da cidade da Figueira da Foz e de Buarcos,  têm sido alvo de «actos de vandalismo» e de «práticas cívicas inapropriadas», pois «não têm em vista o roubo, antes o simples acto de prejudicar e destruir!
Quem o afirma, hoje, no Diário de Coimbra é o vereador António Tavares que elenca diversas situações, como a do balneário da Torre do Relógio, em que foram danificadas as portas e deixadas as torneiras abertas a escorrer água para o exterior.


Em tempo.
Por falar em vandalismo na Figueira…
Como adjectivar o que foi feito ao jardim municipal da Figueira da Foz em 2005?..
Depois dessas obras, inauguradas em Julho de 2005, o jardim praticamente morreu!.. 
As pessoas deixaram de lá ir, passou a ser um mero ponto de passagem, deixando praticamente de ser utilizado como espaço de convívio!..

2 comentários:

o cu de judas disse...

e eu que pensava que estava errada, afinal os figueirenses são uns vândalos, obviamente se, em nome da máxima "o cliente tem sempre razão" é permitido todo o tipo de transgressões - tem todos os direitos e nenhuns deveres - não é de admirar, e, possivelmente, o vândalo até é muito simpático, a simpatia permite tudo.

Anónimo disse...

DEPOIS DO QUE FIZERAM AO JARDIM É TUDO PERMITIDO.