.

"Como todos sabem, há diversas modalidades de Estado. Os estados socialistas, os estados capitalistas e o estado a que chegámos" na Figueira.

quinta-feira, 19 de julho de 2012

Grave é a realidade



Por muito menos do que se está a passar, no passado houve primeiro-ministros demitidos no país. 
Por muito menos, já  houve figuras  a pedir a demissão. 
Por muito menos,  pessoas abandonaram  as suas funções públicas e seguiram as suas vidas. 
Convém sublinhar, no entanto, que nada do que actualmente se vê na vida pública se deve à crise económica. 
Deve-se à falta de honra. Deve-se à falta de honestidade. Deve-se à falta de valores. Deve-se à falta de substância, densidade e seriedade duns parolos que assaltaram a máquina de fazer dinheiro rápido em que se tornou o Estado português. 
Esta entrevista de Paulo Morais, é elucidativa: falta tanta coisa neste país...  Falta sobretudo  civismo, vergonha e carácter. 
D. Januário que faça o que lhe pedem: apresente os factos...

1 comentário:

anamar disse...

Achei-a completamente desassombrada.
Deu uma lição.
Abraço