Ernest Hemingway: «Um homem pode ser destruído mas não vencido.»

sábado, 14 de agosto de 2010

Para além da imutabilidade

foto Pedro Cruz
Há pessoas que falam, “bem” e depressa e com uma relativa facilidade, sobre acontecimentos e outras pessoas.
É verdade!..
São as mesmas pessoas que, também, não se coíbem de etiquetar os “outros”, segundo as suas momentâneas e apressadas e “bem” faladas opiniões e interesses imediatos!..
Mas, há uma coisa, que estas pessoas apressadas e que falam “bem” não alcançam: o que está para além do óbvio e do imediato.
Dar como adquirido, que uma realidade óbvia e de interesse imediato é imutável, no mínimo, é esquizofrenia.
Alguém acredita na imutabilidade?

3 comentários:

Olímpio disse...

Companheiro e pode ser camarada Agostinho.
Creia que para mim,homem de compreenção lenta,mas atenta,é mais fácil ler Saramago e outros autores,do que escreve e bem nos seus textos.Fáz-me recordar os trágicos discursos de Salazar,sem ofenda,claro,pois o amigo Agostinho,por enquanto nada tem em comum com ditadores.Mas os discursos do dito,por mais que eu colocasse os ouvidos sobre o rádio,não percebia nada do seu mistério que acabou feito em lixo.O amigo tem que escrever para infantes e artolas como eu...olhe que vem aí o nosso amigo Custódio,e lá vai disto de "Cagones"desta vida.Obviamente não o demito,pois o seu carácter tem referências que muito respeito,pois á coisas que não se mudam e outras que deveriam mudar-se para melhor,sobretudo quando está em causa o bem comum,ai merece a pena lutar.Aquele abraço e sempre a franquesa,sem rodeios.

António Agostinho disse...

Com a estima e consideração que o meu caro amigo sabe que nutro pela sua pessoa, deixo-lhe uma parábola que vem dos que nos antecederam: "burro velho, não aprende línguas!..."
É o meu caso.
Um abraço.

Olímpio disse...

Olhe que não.olhe que não...a modéstia revelada tem água no bico.È uma boa maneira em despachar o barbeiro da sua terra,pois uma discussão no bom sentido,em que todos estejanm de acordo é uma discussão perdida.Vamos ver se o glorioso,não vai ter mesma sorte que o seu leão,pois lá diz o povo,não rias de quem chora.Boa saude e fico contente ,mesmo muito,de a vossa "reliquia" ter gostado dos santinhos,afinal do nada se fáz algo.Cordialmente Olimpio Fernandes