.

"Como todos sabem, há diversas modalidades de Estado. Os estados socialistas, os estados capitalistas e o estado a que chegámos" na Figueira.

quarta-feira, 30 de junho de 2010

Nada mais a dizer...

Em tempo oportuno, tinha avisado: com o Queiroz não se joga para ganhar, joga-se no erro do adversário... A Espanha mereceu ganhar. Hoje, já é um dia novo. Ponto.

2 comentários:

Martinha Lacerda disse...

O minino não percebe é nada de futebol...
Não fossem as lesões - de Duda e Ruben Amorim - e Queirós poderia ter prescindido de Ronaldo e Hugo Almeida!..
Aí sim, a equipa portuguesa apresentar-se-ia com reforçada capacidade de marcar golos!
Apesar de tudo, salvou-se a inteligência de Carlos Queirós quando, com o jogo absolutamente controlado, sacrificou o ponta-de-lança para dispor de mais um "médio criativo".
Simplesmente brilhante!

maresia disse...

Bom, eu gostei de ouvir as explicações dadas pelo Carlos Queirós, no entanto,estou em concordância absoluta com a Senhora aí de cima ;)
Se...Se...Tantos ses...E...Muitos Es...A Espanha esteve sempre em evidencia...Tipo, jogámos com uma grande equipa que é das melhores do mundo!!! E nós estivemos bem...fizemos o que pudemos! Ponto final.
Somos sempre tão pequeninos!...Dasse!
até mete nojo!
Boa tarde Senhores!
;)