sábado, 13 de janeiro de 2007

Pés na Terra!...



Quem der uma volta pela blogoesfera e passar os olhos pelas barbaridades que, por vezes, surgem nos comentários dos blogues (mau português, falta de nível, educação, tolerância e tentativas de vinganças pessoais), fica com um retracto dum País medíocre, mesquinho, arrivista – pequeno.
É um meio de acesso fácil para alguns trogloditas darem vazão à sua tacanhez de raciocino - em vez de debaterem insultam.
Seguramente, é por isso, que se refugiam no anonimato: mesmo para insultar e assinar por baixo, é necessário um mínimo de coragem.
Mesmo com compreensão por aqueles que temem represálias e, por isso, se escondem no anonimato para denunciarem situações que consideram injustas, não merecem o menor respeito aqueles que se refugiam no anonimato para tentar “minar”, “armadilhar”, insinuar ou difamar gratuitamente.

Na blogoesfera, os anónimos são uma praga.
Aqui, no outra margem, também temos tido “engraçadinhos”, com quem procuramos lidar com bom senso, ponderação e silêncio.
Sobretudo, temos tentado distinguir o que é anonimato instrumento de defesa, do que é anonimato de ataque e tentativa de destruição deste espaço de debate.
Tem sido trabalhoso, mas tem valido a pena...
A experiência tem fornecido óptimos ensinamentos a que, no futuro, iremos procurar dar a melhor utilidade, pois certos “meninos” e “senhoritos” definitivamente deficientemente formados e provocadores têm de ser constantemente alvos de marcação homem a homem.
Nada que nos assuste ou faça perder o sono...
Não há outra maneira: o caminho, faz-se caminhando.
A esses mabecos (como diria o saudoso Joaquim Namorado) anónimos, que se dedicam regularmente a caluniar e a tentar morder as canelas, em vez de criticarem ideias e refutarem argumentos, como não pretendo recorrer aos mesmos métodos, o melhor é ignorá-los.
Votá-los ao desprezo é a solução.
Temos de ter os pés na Terra.

António José de Jesus Agostinho
Portador do BI 4000108

6 comentários:

Tó (da Lota) disse...

Apoiado.
Mas um blog é o quê? Sobretudo um blog que se insinua como local de debate de problemas locais, tem de persistir numa via aberta, popular e crítica.
A crítica, é sempre mais construtiva que destrutiva. O seu género e classificação, é definido pelo criticado.
Antes, os comentários que aqui apareciam eram quase todos do tipo do " Boa, pá, parabéns, pá, bela foto e não sei quê". Ou então dos intelectualóides de café, com as suas transcrições e " copiar/colar" comentários e posts de outros blogs e outras fontes.
Não pode negar, blogueiro, que alguma coisa melhorou neste espaço.
Aproveite o sol, que o bom tempo não dura sempre.
Cuidado com as lampreiadas.

Marco MR disse...

Estive ausente da net uns tempos, quando volto.......Mais do mesmo....Anonimosss...que todos sabemos tem resolucao facil e sugerida inumeras vezes.qt aos anonimos com medo de represalias que arranjem um nick e o registem. Coisas muito complicadas, nao?Ja agora medo de que represalias??enquanto existir essa atitude, continuamos no portugalinho de sempre....

Distribuidor de Rebuçados disse...

Caro Agosinho esse é o problema a enfrentar, pelos vistos arranjou antídoto para a questão. Na Blogosfera embora anónimo entrevê-se a qualidade, o discernimento, a bagagem pessoal, a forma criativa ou não das diversas abordagens e dos comentários. É fácil entrever, embora, como afirma, necessite de algum treino, o interesse de quem se manifesta através do comentário ou comentários. O que incomoda na realidade não é a incapaciade demonstrada por alguns, não o que incomoda é a sanha e o despeito que por vezes alguns demonstram face a um trabalho de qualidade. Podemos discordar políticamente, podemos discordar de opções de vida e de caminhos, o que não podemos e devemos é comportaramo-nos como animais, que na realidade somos, embora pensantes. Aquele Abraço.

Fernando José disse...

Uma pergunta fica no ar:
Quando o portador do BI 4000108 se refere aos anónimos, está a referire-se aos Bakunines, aos Tamarizs, aos Castelos de Areia não falando de outros nomes que o senhor utiliza.
O anónimo tem de ser anónimo para todos.
Se você conhece o Tamariz e o Atleta Inácio e o destribuidor de rebuçados e o Beira-Mar, os outros não conhecem, por isso são anónimos!
DAAAAA!
DAAAAAA!
É preciso ter lata.
Fernando José
BI 7054326
SEM CADASTRO

Agostinho disse...

Senhor Fernando José:

Para que conste!...
Quem não sabia, fica a saber:

Bakunines: não conheço.
Tamarizs não conheço.
Castelos de Areia: não conheço,
Atleta Inácio: não conheço.
Destribuidor de rebuçados: não conheço.
Beira Mar: não conheço.

A verdadeira identidade de todos estes pseudónimos é desconhecida para mim.
Está esclarecido.
Sem ofender, se quiser pode perguntar mais. Eu respondo, com verdade.
A começar pelo meu nome e nº. De B.I..
Ok?
Agora o que não aceito, nem admito, é que volte a insinuar, seja o que for, sobre a minha honra. Comentários desses nem mais um será publicado.
António José de Jesus Agostinho
BI 4000108

alex campos disse...

Ó sr. Fernando José, coma um pastelinho de nata, que isso passa.
Deixe lá.