"Transportai um punhado de terra todos os dias e fareis uma montanha." - Confúcio

quarta-feira, 2 de agosto de 2006

ANIMAÇÃO DE VERÃO



Largo da Praia da Cova

Sábado – 05 AGOSTO 2006
21,30 Horas


............. C
om o Conjunto Musical
“BANDA OCASIÃO”
Organização: Freguesia de São Pedro

6 comentários:

Anónimo disse...

Francamente...
Vou de férias da gala para a cova não sei bem desde quando...
O que sei é que há coisas que nunca mudam como por exemplo este grupo musical ...
Alguém me pode explicar o facto de tantas ..tantas... vezes ser sempre este grupo musical a animar as noites de verão na freguesia de S.Pedro...?
Até sei que estão na lista dos bons amigos ...e ganhar um graveto assim até que sabe bem...
Será mesmo ocasião ?

Anónimo disse...

Olha estes...
Estes , são o grupo amigos do simon...

Anónimo disse...

Isto é sem duvida um atentado á musica!!!
Musica é:
Um dos poucos consensos relativos à música é que ela consiste em uma combinação de sons e de silencio que se desenvolvem ao longo do tempo. Neste sentido engloba toda combinação de elementos sonoros destinados a serem percebidos pela audição. Isso inclui variações nas características do som (duração, intensidade e timbre) que podem ocorrer sequencialmente (ritmo e melodia) ou simultaneamente (harmonia). Ritmo, melodia e harmonia são entendidos aqui apenas em seu sentido de organização temporal, pois a música pode conter propositadamente desarmonia e disritmia.
E é nesse ponto que o consenso deixa de existir. As perguntas que decorrem desta simples constatação, encontram diferentes respostas se encaradas do ponto de vista do criador (compositor), do executante (músico), do historiador, do filósofo, do antropólogo, do linguista ou do amador. E as perguntas são muitas:
· Toda combinação de sons e silêncios é música?
· Música é arte? Ou de outra forma, a música é sempre arte?
· É necessário que a combinação seja deliberada, ou podemos considerar música qualquer som encontrado na natureza? E o canto dos pássaros ou outros animais pode ser considerado uma combinação deliberada?
· A música é fenómeno eminentemente humano ou pode também ser percebida por animais e plantas, como defendem alguns?
· A música existe antes de ser ouvida? O que faz com que a música seja música é algum aspecto objectivo ou ela é uma construção da consciência e da percepção?
A música eleva os sentimentos mais profundos do ser humano. Não é necessário gostarmos de todos os estilos, porém conhecê-los.
Mesmo os adeptos da música aleatória, os mais recentes avatares de sua desconstrução e reconstrução, reconhecem que a música se inspira sempre em uma "matéria sonora", cujos dados perceptíveis podem ser reagrupados para construir uma "materia musical". Esta matéria obedece a um objectivo de representação próprio do compositor, mediado pela técnica. A percepção musical, que se dá principalmente pelo sentido da audição, não pode alcançar a totalidade dos objectivos do compositor e o ouvinte reinterpreta o "material musical" de acordo com seus próprios critérios. Por isso, a música é também uma forma de apropriação individual dos elementos formais que pertencem ao consciente e ao emocional, influenciados pelo conjunto das manifestações culturais. Desta diversidade de práticas se conclui sobretudo, que a música não pode ter uma só definição precisa que abarque todos os seus tipos, todos os seus géneros. Todavia, é possível apresentar algumas definições e conceitos que fundamentam em todos os continentes, uma "história da música" em perpétua evolução, tanto no domínio do popular, do tradicional, do folclórico ou do erudito.

Anónimo disse...

Ocaião...acasião...acasião...
do Chicinho GERIR a acasião da animação

Anónimo disse...

Cada actuação destes senhores custa 750€ que, calculamos saiam da verba da Junta de Freguesia.
Que me lembre é a 2ª vez que vamos ter o prazer??? de os ouvir no espaço de 1 mês.
Portanto 1.500€(que eles são amigos mas o dinheirinho não perdoam !!!)
Quando em toda a época 2005/2006 o GDCG recebe da nossa amada JFSPedro metade desta verba e ja tem a promessa que este ano a verba e ZERO, porque vai ser renovado o piso do campo de jogos.Só não disseram quando.Se calhar em pleno campeonato para depois a culpa pelo não arranjo cair nos ombros da Direcção que logicamente não vai permitir e a Junta sair airosamente sem obra e sem dinheiro.
Depois digam que isto não é verdade.......

Anónimo disse...

Para o tó (do loto)
Tu que dizes andar tão atento...
Em relação a isto ... escapa-te, não vês, não interessa?
Não interessa por ser do interesse do TEU DONO??