Ernest Hemingway: «Um homem pode ser destruído mas não vencido.»

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Café Nicola

A foto sacada daqui, dá conta do momento "pré" Café Nicola
À semelhança, ao que julgo, de boa parte dos figueirenses, o “mistério” em torno do putativo futuro candidato PSD/PPD à câmara interessa-me  tanto como ter uma viola no meu enterro.
Aliás, reconheço nem saber ao certo qual é o “mistério”
Posso estar enganado,  mas Miguel Almeida, cuja enorme relevância começou anteontem a ser inventada, é a escolha "natural" do PSD/PPD local,  que se afirma alternativa ao executivo de João Ataíde.
A coisa, a meu ver, é, de facto, aborrecida e desinteressante... Talvez, excepto para um psiquiatra.
Fora do manicómio em que os políticos e os fazedores de opinião indígenas cirandam, os estragos causados nos últimos três  mandatos autárquicos na Figueira, antes do actual  – um de Santana e dois de Duarte Silva –, deveriam  bastar para os figueirenses erradicarem  o PSD/PPD do mapa político local.
Mas, ao que parece, não...
E o PSD/PPD local,  não apenas se acha no direito de reclamar o retorno  ao poder concelhio,  como julga ser o mais provável  consegui-lo.
Se, neste momento,  nada garante que tamanha extravagância se  concretize, a sua mera plausibilidade é suficiente para recear a falta de memória e de juízo do bom povo figueirense.
Uma cidade assim dá  vontade de rir. E, ao mesmo tempo,  cada vez menos vontade de a habitar.

3 comentários:

Anónimo disse...

"Uma cidade assim dá vontade de rir. E, ao mesmo tempo, cada vez menos vontade de a habitar".

Este seu último parágrafo aplica-se na realidade ao actual momento que se vive neste concelho, vitima do actual executivo camarário.

o cu de judas disse...

extraordinário, estou atónita, este psd local vai de mal a pior, Rocheville University, figas os pds figueirenses devem andar com a cabeça na lua

o cu de judas disse...

extraordinário, estou atónita, este psd local vai de mal a pior, Rocheville University, figas os pds figueirenses devem andar com a cabeça na lua