.

"Como todos sabem, há diversas modalidades de Estado. Os estados socialistas, os estados capitalistas e o estado a que chegámos" na Figueira.

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Autárquicas 2013 na Figueira... (da série, o que já lá vai e o que ainda aí vem…)

Na foto, sacada daqui:  Jot Alves,
Joao Filipe Carronda Antunes, Teo Cavaco e Antonio Jorge Pedrosa.

Escutado ontem, no Câmara Oculta (FMR).
Cito de memória: “tenho uma carreira, tenho uma vida para além da política. Apoio Miguel Almeida porque tem um projecto novo para a Figueira” - Teo Cavaco, que, pelos vistos,  ao que percebi (foi a primeira vez que ouvi o programa), é comentador residente (os outros são António Jorge Pedrosa e João Carronda), e apoiante e crente da candidatura de Miguel Almeida às próximas autárquicas na Figueira da Foz.
Não conheço pessoalmente Teo Cavaco – é apenas meu amigo no facebook – mas pareceu-me que apenas está com Miguel Almeida porque,  a seu ver,  este político apresenta  um projecto novo para a nossa cidade e para o nosso concelho, com ideias  que lhe merecem respeito...
Para mim,  respeitável, é algo exigente  em política. A saber.
      1.       Há aqueles homens e aquelas mulheres que são políticos respeitáveis,  apenas (o que não é pouco) porque, como seres humanos,  são merecedores de respeito, embora não votemos neles.
      2.       Há aqueles homens e aquela mulheres que são respeitáveis,  porque se tornam políticos  suficientemente excepcionais e motivadores para nos convencerem a votar neles.
      3.   E, depois há os outros e outras: aqueles homens e aquela mulheres que, quer como seres humanos, quer como políticos, não são respeitáveis.

O problema de Miguel Almeida  é ser um político  respeitável, a meu ver,  apenas pelo ponto 1...  Mas, admito -  lá para outubro os figueirenses  o confirmarão -  posso estar enganado…

Sem comentários: