.

#FIQUE EM CASA. LAVE AS MÃOS. EVITE CONTACTOS. #FIQUE EM CASA. LAVE AS MÃOS. EVITE CONTACTOS. #FIQUE EM CASA. LAVE AS MÃOS. EVITE CONTACTOS. #FIQUE EM CASA. LAVE AS MÃOS. EVITE CONTACTOS. #FIQUE EM CASA. LAVE AS MÃOS. EVITE CONTACTOS. #FIQUE EM CASA. LAVE AS MÃOS. EVITE CONTACTOS. #FIQUE EM CASA.#FIQUE EM CASA.

quinta-feira, 28 de julho de 2011

O perfume das palavras

Sei que já não sou jornalista, como apropriadamente  teve a amabilidade de mo recordar um enorme vulto do  jornalismo  figueirense e nacional da actualidade, em cordial e amável telefonema, num destes últimos dias…
Contudo, embora não seja jornalista, ficou-me o “bichinho”
Sei, portanto, da importância apelativa do perfume do título da “peça” para prender a atenção e identificar o leitor com o sujeito da notícia.
Perante este título - “Passos empenhado num "acordo de médio prazo" com parceiros sociais”, fiquei com a sensação que se gastaram palavras a mais.
Teria bastado - “Passos empenhado”, e estaríamos em presença de um primeiro ministro com quem o povo se identificaria  na perfeição...

Já perante este título – “Ânimos exaltados de Custódio Cruz levam a suspensão da reunião”, fiquei com a sensação de que se pouparam  muitas palavras, que seriam necessárias  para o povo se identificar com o sujeito da notícia.
Por exemplo estas do Miguel Costa:
“Meu amigo Custódio, sei que muitas vezes dizes que não é necessário que nos preocupemos contigo, mas todas as pessoas (mesmo tu...), devem receber palavras e actos de amizade sempre que a situação justifique.
Como nunca é a altura errada para fazer a coisa certa, aqui vai este acto de amizade.
Pobre democracia esta que está alicerçada em pessoas que procuram apenas os seus interesses, que baseiam a sua vida em favores e contra favores, e em que o interesse dos outros e da comunidade é apenas usado hipocritamente em qualquer comício ou conferência de imprensa.
O resultado do nosso país é fruto destes "auto-intitulados" políticos ( e também auto doutores...), que de politica apenas fazem a sua e dos seus, e que vão continuando a viver na base da mentira e da incompetência.
Mas como acredito que a felicidade da nossa vida depende da qualidade dos nossos pensamentos e acções, estas personagens lá no fundo não deixam de ser uns tristes e uns frustrados, que quando estiverem para morrer vão de certeza lamentar a forma como viveram a vida.
Tu de certeza que não vais e nem lamentas a forma como vives a vida.
Meu amigo tal como sabes só fracassamos quando desistimos, por isso termino com aquele abraço e uma frase que li algures:
"Um vencedor é apenas uma pessoa que se levantou uma vez mais do que as vezes que caiu".

Numa sociedade como a figueirense, que tresanda a merda, por todos os cantos e lados,  vale-me o  perfume das palavras!

Sem comentários: