.

"Como todos sabem, há diversas modalidades de Estado. Os estados socialistas, os estados capitalistas e o estado a que chegámos" na Figueira.

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

As palavras de vitória no blog da Lisp

Pelas 5 horas e cinquenta e oito minutos, de hoje, eram estas.
O que terá ocorrido, entretanto?...

2 comentários:

o cu de judas disse...

o que terá sido? o homem já está a adaptar-se à nova realidade, daí a mudança de discurso, não falta muito para o ver a recitar baladas ao PS, é preciso estar sempre do lado do poder, e esperem para ver

Miguel Costa disse...

Parabéns ao vencedores e aos vencidos, a democracia é assim mesmo. Esta devia ser a mensagem, mas perante o que vi e o que li, tenho que escrever um pouco mais.
Pior que não saber perder é não saber ganhar. O que presenciei ontem na Av. Remigio Falcão Barreto é infelizmente o espelho de pessoas ressabiadas, desejosas de humilhar e espezinhar os que não eram da sua "cor" e como (contra as suas próprias expectativas) não obtiveram a vitória esmagadora a que estavam habituados e convencidos, vai daí lá foram numa atitude própria de garotos a discutir após um benfica-sporting tentar tirar de esforço quem foi vencido nas urnas mas vencedores na atitude e postura (se calhar demasiado cordiais para os tempos de hoje).
Devemos lembrar que mais ou menos metade dos votantes da freguesia não votaram na lista vencedora (facto este sim inédito), não será este sim um sinal de alerta e reflexão?
Perante a atitude de sobranceria e desprezo que a lista vencedora teve ao longo da campanha e que continuou na noite de ontem, será que vão governar apenas para 50% da população, vão apenas defender os interesses dos que neles votaram. As atitudes levam a pensar que assim será, já que daqui a 4 anos não terão que prestar contas nem de ser novamente julgados.
Espero que estas posturas sejam apenas reflexo das tensões próprias do período eleitoral e reflexo de quem teve pela primeira vez uma verdadeira lista corrente.
Vendo o cortejo acabamos por presenciar a um desfilar de dependentes e beneficiados, que têm coitados de marcar o ponto e mostrarem-se para assim continuarem a usufruir das beneses do seu santo.
Pobre democracia, que esta alicerçada nos petiscos, nos favores e contra favores, num subsidio ou rendimento mínimo, numa licença, numa assinatura aqui outra acolá.
Último ponto então o povo da COVA GALA, é ingrato e injusto, pois foi, não soube reconhecer a construção do novo polo escolar, da piscina, do campo sintetico, a defesa das praias, o assassinato do nome da terra "COVA GALA", tudo obra feita pelo sr. Duarte Silva, mas onde, quando...há foi tudo feito na vila de S.Pedro, mas porra, que azar esta vila se existe não é aqui....!
Mas pronto espero que o 5-4 seja suficiente para uma governação mais cuidada e abrangente e de certeza mais fiscalizada, de forma a que o povo da COVA GALA seja o grande beneficiado, e este é de facto o que mais importa, que o bem estar do povo da COVA GALA seja o objectivo diário da governação.