domingo, 17 de junho de 2007

Sonhem....


Mais um pouco abaixo, no post "A visita do Benfica”,vai uma polémica saudável entre dois comentadores: o “zé antunes” e “o amigo de new bdeford”. OUTRA MARGEM tem a concretização para o sonho de ambos: é só imaginar que a fotografia acima não foi obtida no Parque das Merendas de São Pedro, mas, sim, no COMPLEXO DESPORTIVO DA FREGUESIA DE SÃO PEDRO.
Continuem a sonhar. É barato e dá milhões.

8 comentários:

Anónimo disse...

Mas é mesmo verdade vamos continuar a sonhar com a incompetência do presidente de Junta.

Mas uma coisa eu fui à assembleia geral do clube e o campo sintético nem sequer foi falado, por isso a direcção também não deve ter grande interesse com isso.

Continuem no pelado, que é bom, pelos vistos é o que esta gente desta terra quer.

Uma vergonha.

p.s: e qual é a sua opinião sobre o assunto senhor Agostinho?o senhor como pertencente a junta acha que é possível a construção do sintético?o senhor que está mais por dentro do assunto

Anónimo disse...

E isto também não vem para nunca mais:
- a quanto tempo está para ser construída a piscina?
- e o pavilhão?
- o sintético?

A cova-gala por acaso está dotada de excelentes condições, vejam bem:

- um sintético no parque das merendas que dá para jogar 4 vs 4;
- um sintético na praia que durante todo ano está cheio de areia;
-um campo pelado que de verão é pedra e de inverno é lama;
- uns balneários miseráveis na Cova-Gala;

E não existe mais nada de desporto.

É isto que querem dar a população para particar desporto e assim "angariar mais para aumentar esta vila"

É assim com isto que querem desenvolver a nossa terra?

GANHEM JUÍZO.

Veja o exemplo da vila do Bom Sucesso, que cresce, cresce, cresce.......

António Agostinho disse...

Amigo Zé antunes:

Há aqui um ERRO DE PORMENOR.
Eu não pertenço à Junta (órgão executivo). Sou, sim, por escolha democraticamente expressa nas últimas autárquicas, O ÚNICO ELEMENTO DA LISTA DA OPOSIÇÃO, num universo de 9, na ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE SÃO PEDRO, QUE É UM ÓRGÃO, NO ACTUAL CONTEXTO POLITICO DA NOSSA TERRA, MERAMENTE FIGURATIVO.
Vamos ser sérios, precisos e concretos.
Quanto à minha posição, como cidadão interessado no progresso do desporto e da cultura na minha Terra, ela aqui fica, mais uma vez:

Sexta-feira, Maio 11, 2007
O Desporto em São Pedro
Graças ao Grupo Desportivo Cova-Gala, a Freguesia de São Pedro pode viver amanhã um dos dias mais felizes da sua história.
Mas será que tudo está bem?
O Desporto, em São Pedro, ou em outro qualquer lugar do planeta, deveria constituir um assunto sério e um valor cultural e de promoção social de grande relevância na melhoria da qualidade de vida das populações.
A actividade desportiva, no âmbito de uma sociedade moderna, que queremos mais democrática e mais justa, deveria promover a qualidade de vida dos cidadãos, não apenas dos mais aptos e mais dotados, mas de todos aqueles que fazem parte do agregado social .


A prática do desporto não se esgota no resultado da competição desportiva e nem este constitui a sua principal finalidade.
A democratização da prática desportiva, através de um projecto concertado e desenvolvido pelas Colectividades e pela autarquia, a promoção de um Plano de Desenvolvimento Desportivo para a nossa Terra, há muito que deveria ser uma realidade.
O apoio às colectividades, respeitando a sua autonomia e propondo a celebração de protocolos específicos, no âmbito da utilização dos seus espaços, deveria ser um processo com um programa com regras claras e transparentes e não baseado em critérios de troca de favores políticos e outras conveniências...
O associativismo na nossa Terra, nas suas múltiplas formas e funções, poderia também servir para uma melhor integração na comunidade dos novos habitantes que continuam a escolher São Pedro para viver todo o ano.
Um planeamento das instalações e equipamentos desportivos a implantar em São Pedro, deveria obedecer a um plano que tivesse em linha de conta as prioridades dos moradores e das colectividades locais, nomeadamente o Grupo Desportivo Gala, que é quem ao longo de 30 anos já deu provas mais do que suficientes na matéria..



Quem manda politicamente em São Pedro, tem tido uma interpretação e uma filosofia contrária: resolve os problemas dos equipamentos desportivos e do associativismo local casuisticamente e ao sabor de interesses pontuais.
Veja-se:
1. houve planeamento, tendo em conta o interesse geral da Freguesia e dos seus habitantes, nas intervenções no Clube Mocidade Covense e no Desportivo Clube Marítimo da Gala?
2. houve planeamento, tendo em conta o interesse geral da Freguesia e dos seus habitantes, na implantação do “sintético da Praia da Cova”?
3. houve planeamento, tendo em conta o interesse geral da Freguesia e dos seus habitantes, na implantação do “sintético” do Parque das Merendas?

As perguntas ficam. Se alguém quiser que responda.
Certezas, há pelo menos uma: dinheiro não falta.
Posted by Agostinho às 12:52

Anónimo disse...

Para quem não a leu entrevista dada por Carlos Simão ao Correio da Figueira:

CF- Quais são os objectivos para o fim do seu mandato em termos de obras para S. Pedro?
.
CS- " Olhe não gostaria de sair da junta sem dar aos habitantes da minha terra uma boa piscina coberta, um bom campo de futebol, um hotel, campo de ténis, lar da 3º idade, acabar o saneamento e tratar a rede viária como deve ser. Espero que a Câmara me ajude a fazer estas coisas que aliás já existem noutras freguesias do concelho."

5 fevereiro 2007

Anónimo disse...

Já está a tanto na junta e ainda vai ficar mais uns 30 anos, por isso acredito que ainda vamos ter campo e isso tudo que o senhor disse, mas daqui a 30 anos.

Anónimo disse...

Digam-me lá para que é queremos um hotel.
A Piscina ainada estou comó outro que dá um bocado de jeito.
Por um euro ou dois ouma pessoa faz natação hidroginástica e ainda toma um belo duche com água quente.
Um pavilhão e um campo sintético? isso é gastar dinheiro em coisas que nem falta fazem e que pode ser canalizado para outras coiasas como a piscina e balneário marítimo.
Como a camara está sem cheta, ao menos a piscina. O resto não faz falta.

Anónimo disse...

Ao anónimo de 17 Junho, 2007 21:21


O senhor(a) acha que não faz falta um hotel, um lar, os espaços desportivos?Se o senhor acha isso é porque não sabe mesmo nada desta terra.
O senhor não deve ter nenhum filho seu ou familiar a praticar futebol na Cova-Gala, é que se tivesse via que sempre que ele caia no chão chegava a casa todo esmurrado, depois o campo também é importante para o desenvolvimento da maior colectividade desta terra e que mais tem dado a conhecer o nome da terra fora de portas, ou o senhor(a) é daqueles que não gosta de ver o clube da sua terra ganhar títulos?
O pavilhão também não é preciso porquê?É se os moradores desta terra quiserem ir jogar ou fazer algo num pavilhão, que vão dar dinheiro para outras terras.
A piscina também é essencial.
Um hotel na minha opinião já devia era estar construído à mesmo muito tempo, um terra que para além da pesca tem a sua maior fonte riqueza no turismo, não tem um hotel?
O lar é essencial, é que os idosos desta terra não tem para onde ir, é que nem todos tem dinheiro para pagar a "pensão" no lar da D. Martinha Lacerda, no centro geriártico.


Eu acho que estas obras são essenciais para o futuro da freguesia e da sua dinamização.
Eu não sou apoiante daqueles que diz que já está prometido e que disse no jornal Correio da Figueira.
Eu na minha opinião isto já devia era estar tudo construído, porque podem ter a certeza que existem muitos fundos da U.E, e então para o desporto nem se fala.

Façam obra.

Anónimo disse...

As minhas palavras em relação ao que se passa na Cova-Gala são estas que por foram escritas por um senhor chamado "Amo-te Cova-Gala", aqui ficam elas:

Eu digo que venham todos os oportunistas do mundo, mas que ao menos tragam algo de bom para o clube.
Porque não amanhã o senhor Simão dizer isto:
Meus caros habitantes de São Pedro e todos os que nos visitam nesta hora, a partir deste momento dou a minha palavra que as obras de um sintético para a Cova-Gala, vão arrancar para melhorar este clube.

Ver os miúdos e os pequenos a jogarem e preparem a nova época num sintético.
Os graúdos num sintético de 11, e os pequenos num sintético de fut7( para terem um espaço só para eles), que era a prenda do presidente de junta pela campanha deste ano.
Uns 4 balneários para que fosse possível haver torneios com várias equipas ao mesmo tempo, sem confusões.
Excelentes condições de material desportivo para os atletas, ver os pequenos e os graúdos todos equipados de igual nos treinos, e não tudo à balda.
A Cova-Gala a explorar um café( exemplo do Vilaverdense, aquilo sim é amor a um clube) para ter outra fonte de rendimento, e para unir mais as pessoas com a Cova-Gala

Vamos lá tentar rejuvenescer este clube, vamos lhe dar vida.
Já que o Simão não quer ajudar, vamos nós ajudar o clube, vamos nós dar vida novamente a este clube.

Não era bonito ouvir isto?
Não era bonito que houvesse aquelas infraestruturas?
Será só um sonho só meu?
Mais ninguém quer o que eu quero?

Será que eu depois de tanto esforço para erguer este clube, eu e outros, ainda vou morrer sem ver esta obra, que nós tanto idealizámos que seria este o clube dos nossos sonhos.

Será meu deus?
Rezo todas as noites para que isto se torne realidade.

Para quando Simão?
Podias responder?

Bem haja a todos aqueles que querem bem ao GDCG.

Força rapazes.

P.S: desculpem o meu comentário, mas eu precisava desabafar.

SIGAM O EXEMPLO DO VILAVERDENSE, EM QUE UM POVO SE UNIU E FEZ OBRA, COM A AJUDA DE UMA GRANDE JUNTA.
EU NEM ME IMPORTAVA DE AJUDAR A CARREGAR TIJOLOS PARA CONSTRUIR OS MURROS DO CAMPO.

Desculpem não dar o nome, mas prefiro ficar no anonimato, sou um simples:
AMO-TE COVA-GALA



P.S: esta é a minha conclusão será que a geração dos anos 50 ou 60 vão morrer sem ver o tão prometido sintético erguido?
Será que é mesmo preciso haver uma manifestação para se fazer obra?
Se for preciso, Simão podes ter a certeza que ele vai ser feita.