domingo, 9 de outubro de 2011

Desabafo “liberal”…

Portugal, em Outubro de 2011, é cada vez mais um local perigoso para se viver.
O paleio destes “liberais” que, por obra e graça da maioria dos portugueses que ainda votam, “estão no poder”, lembra uma caricatura ordinária e apressada da teoria da luta de classes.
Vejamos: em vez de proletariado, ou classes oprimidas, temos “cidadãos”, “pessoas”, “indivíduos”.
Em vez de burguesia, ou classes que oprimem, temos Estado, com letra maiúscula.
O Estado, querem-nos fazer acreditar os governantes, explora o cidadão, ficando-lhe com a mais-valia.
A luta do governo e dos bons cidadãos portugueses, tem de ser, por conseguinte, para libertar-se das malhas do Estado!..
Em última análise, presumo eu, essa luta tem como finalidade a construção de uma sociedade sem Estado.
Isto é mesmo uma revolução: o capitalista, explorador e selvagem, pois só assim conseguirá sobreviver na sociedade que o actual poder quer construir em Portugal, é-nos hoje  “vendido” como homem de mérito, empreendedor, de negócios e livre iniciativa.
Um caso de estudo estes “liberais” no “poder”!..
Será que com tanta tanta dialéctica marxista adpatada, nunca lhes passou pela cabeça que no dia em que conseguissem acabar com o Estado, eles seriam dos primeiros a ficar decapitados?..
Portugal, é cada vez mais, um país sem estratégia de  futuro!..

4 comentários:

Anónimo disse...

Tenho uma dúvida perante o desabafo: mas estes governantes são liberais ou são fascistas como se ouve frequentemente por aí pela boca dos defensores dos oprimidos???

António Agostinho disse...

Quem não sabe ler, veja a imagem...

fygurata disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Anónimo disse...

Agradeço-lhe a dica. Mas este governo seria fascista em que aspecto do fascismo? No anti-capitalismo? no nacionalismo? no expansionismo? no militarismo? Ou na célebre expressão "tudo no Estado, nada fora do Estado, nada contra o Estado". Ou no totalitarismo? Mas, segundo o post, o governo não quer tudo fora do estado e o estado não serve para nada? Que tem isso de fascismo?

Vendo bem, regime totalitarista, anticapitalista, expansionista, estatista e nacionalista (como tem apregoado o PCP) não pode ser um regime comunista? Será isso?