.

“O que impede de saber não são nem o tempo nem a inteligência, mas somente a falta de curiosidade.”
- Agostinho da Silva

domingo, 19 de maio de 2013

Protesto inédito no futebol português


A situação precária que a Naval 1.º de Maio atravessa levou os jogadores a recorrerem a um protesto inédito no futebol profissional português: ficaram quietos no relvado, após o início na partida.
Na recepção ao FC Porto B, ontem,  sábado, na jornada (42.ª) que encerra a Segunda Liga, os jogadores da Naval ficaram parados logo após o pontapé de saída.
A equipa portista ia atacar a baliza adversária, mas mal se apercebeu que os jogadores da Naval não estavam a reagir limitou-se a trocar a bola no seu meio-campo, respeitando o protesto dos colegas.
Depois de 60 segundos de silêncio, os jogadores da Naval retomaram o jogo "normalmente", numa altura em que possuem vários meses de salários em atraso, apesar de já terem garantido a manutenção na Segunda Liga.

Via DN

Sem comentários: