.

“O que impede de saber não são nem o tempo nem a inteligência, mas somente a falta de curiosidade.”
- Agostinho da Silva

sábado, 12 de novembro de 2011

Portugal: desde ontem, oficialmente, um país mais pobre…

foto sacada daqui
Desde ontem, está aprovado na generalidade o Orçamento do Estado para 2012. Como era esperado, a proposta teve os votos favoráveis do PSD e do CDS-PP e a abstenção do PS. PCP, BE e PEV votaram contra. Com as mesmas posições, passaram também as Grandes Opções do Plano e a estratégia orçamental a cumprir até 2015.
Desde ontem, Portugal é, oficialmente, um País onde a esmagadora dos seus habitantes vai ficar ainda mais pobre.
Como chegámos aqui?..
Por culpa da esmagadora maioria do povo português!..
O regime em vigor, a dita Democracia de cariz ocidental, resultou do golpe militar que derrubou a ditadura de Salazar/Caetano, em Abril de 1974.
Depois dessa data, tem sido sufragado e legitimado consecutivamente pelo povo, que votou sempre cómoda  e preguiçosamente onde foi levado a votar.
Se a maioria dos portugueses quer a mudança não tem muitas alternativas: ou constituem uma nova força política ou passam a votar com mais informação e critério.
Como sabemos, nas últimas eleições nem todas as propostas políticas ao dispor do eleitorado iam nesta direcção, pois havia alguns partidos que se propunham contrariar a proposta da troika…
E o que escolheram os portugueses?..
Votaram massivamente nos partidos que assinaram o acordo com a troika!..
Como diria o outro, estávamos à beira do abismo, realizou-se o acto eleitoral, e o que decidiu a esmagadora  maioria?..
Dar o passo em frente!..
Mas isso não aconteceu por acaso…
Os portugueses são mesmo assim: cultivam a ideia que mais vale ser escravo, mas protegido, que pobre, honrado e e livre!..
Vamos ter o que merecemos: continuar escravos, pobres e desprotegidos.

Sem comentários: