sábado, 13 de setembro de 2014

A minha colaboração no quarto número da revista CON TEXTOS do Agrupamento de Escolas da Zona Urbana da Figueira da Foz

Fica o meu obrigado a quem de direito: a Cova e a Gala têm um passado de que todos nos devemos orgulhar.
É bom ter memória. A nostalgia não é boa se não for acompanhada de lucidez. Sem lucidez a nostalgia é perigosa. A lucidez é que permite que a memória esteja no sítio que deve ocupar. 
A memória nostálgica é perigosa, é mesmo muito perigosa, porque significa imobilismo, significa amargura, significa sempre dor. Enquanto que a lucidez permite-nos assumir a memória voltando a dar-lhe vida como período do nosso passado que é útil e bom recordar.

Em tempo.
Lançamento da Revista Con Textos n.º4. Para ver a reportagem fotográfica, clicar aqui.

Na Aldeia... (XVIII)

Os barões bem instalados,
sucessivamente eleitos pela plebe "aldeana", 
andavam ultimamente frustrados,
por não poderem fazer o que lhes dava na real gana.

Tinham perdido o poleiro ambicionado,
por isso, ao arrepio do que permite a decência humana,
olvidaram-se do quanto apregoaram,
em campanhas em que enganaram! 

São as tais jogadas engenhosas,
daqueles que foram governando,
com manhas habilidosas.

O ano passado ficaram com as calças na mão,
tal foi a desilusão...

Porém, a recuperação foi breve e vai ser forte,
tal foi a falta de engenho e arte,
de quem conquistou o poder na ocasião...

Os mesmos de sempre – o sistema, para abreviar,
não conseguiram mais esperar,
tal era já a sede e a fome de mandar!..

Pela conquista do poder vale tudo na Aldeia!.. 
Para eles, todos deviam ter a mesma ideia...
A mim, se para tal tiver engenho e arte,
resta-me levar esta falta de vergonha a toda a parte! 

E.b.de Gala

A  EB de Gala, faz hoje o lançamento da revista Con Textos do Agrupamento de Escolas da Zona Urbana da Figueira da Foz.  A cerimónia tem lugar no Centro de Formação Náutico, na Gala, pelas 10h, depois de uma travessia de barco, no rio Mondego.

Abriu o mercado de transferências de outono?..

O Governador do Banco de Portugal já está a fazer contactos para substituir Vítor Bento, José Honório e João Moreira Rato na administração do Novo Banco. 
A notícia, surpreendente, é a manchete do Expresso deste sábado. 
Os três administradores manifestaram-se várias vezes indisponíveis para liderar um projecto diferente daquele para o qual tinham sido convidados. Carlos Costa quer vender o mais depressa possível, a equipa de Vítor Bento não concorda.