.

“O que impede de saber não são nem o tempo nem a inteligência, mas somente a falta de curiosidade.”
- Agostinho da Silva

sexta-feira, 18 de março de 2011

Só pode ter sido por uma questão de justiça...


"O despacho do ex-secretário de Estado da Justiça, João Correia, que ordenou o pagamento de 72 mil euros por uma acumulação de serviço à procuradora Maria da Conceição Fernandes, mulher do ministro Alberto Martins, foi baseado numa proposta da Secretaria-Geral do Ministério da Justiça (MJ), um órgão tutelado directamente pelo próprio ministro."

1 comentário:

dilita disse...

Ás vezes acontecem assim uns enganos com as familias dos "grandes". Eu tenho muita pena deles,porque coitados são tão ingénuos,acontecem-lhe estes lapsos e eles coitadinhos teem de aceitar "os euritos"(coisa pouca)que lhe veem parar ás mãos assim de mão beijada... e eles contrariados aceitam para não fazerem desfeita...
São uns queridos,e sérios????