sexta-feira, 23 de junho de 2006

A Figueira de “costas voltadas” para o Figueira.net. Até quando?




Há já sete anos que desenvolvo um site na Internet integralmente dedicado à Figueira da Foz em www.figueira.net e que é repositório de centenas de páginas e milhares de fotografias entre outros conteúdos (música, vídeo, livros, notícias, etc.). E tudo, claro está, a “transpirar Figueira da Foz por todos os poros”!Posso afirmar, sem pejo, e até prova em contrário, que a Figueira da Foz tem no Figueira.net um caso exemplar e único no panorama nacional de sites dedicados a uma cidade (e concelho). Porquê? Porque desconheço outro site (do género) que apresente a quantidade, qualidade, actualidade, interactividade e organização de conteúdos que o Figueira.net apresenta. Mesmo assim a Figueira da Foz continua de “costas voltadas” para o Figueira.net. Porquê? Porque:a) Dá-me a sensação que grande parte da sociedade civil local só se lembra do Figueira.net quando precisa e pensa que estas coisas se fazem sem esforço e sem despesa. Infelizmente, para eu poder fazer o Figueira.net, não me basta “estalar os dedos”.b) A maioria dos agentes económicos locais ainda não se apercebeu do grande potencial que apresenta a promoção comercial através de um site com grande audiência como o Figueira.net preferindo outros meios, digamos, mais tradicionais; até posso compreender isso mas faz-me alguma “espécie” sobretudo porque se apostassem no Figueira.net estavam automaticamente a apostar na Figueira da Foz.c) Ainda mais importante que a) e b), mesmo depois de todo este tempo e do trabalho desenvolvido em prol desta cidade e concelho, as entidades que representam oficialmente a Figueira da Foz (leia-se Câmara e Turismo) não foram capazes de investir um cêntimo que fosse no meu projecto. E porque haveriam de o fazer? Porque, com toda a imodéstia, considero que o Figueira.net já provou ser “o site da Figueira da Foz” (como muitos o chamam) e, depois, não é um “site qualquer”. Além disso, em sete anos, não custou um cêntimo aos contribuintes figueirenses.Que “insondáveis desígnios” impelirão a Câmara e o Turismo a ignorarem e a alhearem-se totalmente de algo como o Figueira.net? Por que será que nunca se interessaram em estabelecer, por exemplo, uma parceria? Por acaso recearão que o Figueira.net tenha “sarna”? O Figueira.net não é “sarnento” e mostra na Internet a Figueira da Foz, a quem quiser ver, aquém e além fronteiras, de forma ímpar e comprovada por centenas de pessoas que por lá passam todos os dias.Mesmo contando com o apoio de algumas empresas (é graças a elas que o Figueira.net ainda existe) a verdade é que estou, presentemente, a custear parcialmente, do meu próprio bolso, a manutenção do site. Como eu não mereço nem posso suportar “ad aeternum” esta situação só me resta lançar um repto: que Figueira da Foz deixe de estar de “costas voltadas” para o Figueira.net e me prove, a curto prazo e de uma vez por todas, que quer que eu continue a fazer o site. Se este repto cair em “saco roto” é muito provável que a Internet passe a ter muito menos Figueira da Foz, também a curto prazo. E se isso vier efectivamente a acontecer vamos ficar todos (sem excepção) a perder. Antes de terminar gostava só de alertar algumas mentes eventualmente menos esclarecidas que o objectivo desta carta é uma mera constatação de factos e não é, de todo, uma forma de me “bater” a qualquer “subsidiozinho”. Nunca o fiz, nunca o farei...
António Cruz

PS - Nada a acrescentar. A tua carta, equilibrada e explícita, fala por si.
Um abraço do António Agostinho

4 comentários:

Anónimo disse...

Isto sinceramente não me entra na cabeça como é possível fechar a porta a uma iniciativa destas .
Parece que todos reconhecem o trabalho claro que é importante mas não basta ...

Bakunine disse...

A melhor porta da Figueira da Foz para o Mundo. É preciso que quem de direito abra os olhos.
mas enfim, não é?

domingosdospassarinhos disse...

Realmente não se compreende. Sou figueirense e estou longe da Figueira, que muito amo e graças a Deus, muita gente ama.
Para "matar" saudades de vez em quando dou um salto ao "site" e fico aliviado não só com as notícias, mas também com as fotos. E perante o que foi dito pelo autor do "site" apetece-me perguntar se os políticos que estão na Câmara sabem o que é a Internet, o que é um "site" e a força, o potencial que tem esta forma de divulgação, seja do que for e esta até é por um excelente causa: divulgar a nossa Figueira que na maioria das vezes é esquecida pelos meios de comunicação social. Será inveja por tremos uma terra tão bonita?
Tenho muita pena e lamento imenso se não puder continuar, de vez em quando, a consultar as vossas infornmações.

www.figueira.net disse...

Obrigado pelos vossos comentários. Um abraço ao António Agostinho e obrigado também pelo "eco".

António Cruz