.

“O que impede de saber não são nem o tempo nem a inteligência, mas somente a falta de curiosidade.”
- Agostinho da Silva

sábado, 17 de dezembro de 2011

Paz e amor?... Pelos vistos, Natal não é nada disso…

Pelo que li, vi e ouvi em diversos órgão de comunicação social, votos de “sexo incrível” resultaram  na suspensão de Euclides Santos, do cargo de director da Polícia Municipal de Coimbra!..
Citando o próprio.  “E basta de farsas e de palavreado inútil! O que eu desejo, de todo o coração, é que tenhas relações sexuais incríveis, uma vida alegre e feliz, que trabalhes muito e que te paguem bem!”
“E agora não digas que não sou um teu grande amigo”.
O presidente da câmara, o social-democrata João Paulo Barbosa de Melo, e a vereadora que tutela a PM, é que não acharam graça e terão considerado que o facto de a mensagem ter sido enviada para todos os funcionários, em horário de trabalho e através do e-mail de serviço tornava incomportável manter Euclides Santos no cargo. Ainda durante a tarde de ontem, o comandante foi convidado a apresentar a demissão. Por volta das 21h30, segundo o Público, este informou o gabinete da presidência de que não o faria.
Oh Senhor Presidente da Câmara de Coimbra e Senhora Vereadora da tutela da PM façam justiça à época que atravessamos e sejam tolerantes…
Afinal, o director Euclides Santos só nos fez recordar o paraíso perdido e o tempo anterior à vergonha de estar nu…

Sem comentários: