.

“O que impede de saber não são nem o tempo nem a inteligência, mas somente a falta de curiosidade.”
- Agostinho da Silva

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Senhor Francisco Anacleto Louçã, Vossa Excelência ofendeu-me


Um destes últimos dias, numa acção de campanha no mercado de Alcobaça, o Senhor Francisco Anacleto Louçã cumprimentou os vendedores de frutas, legumes, animais de criação e pão, mas evitou as peixeiras.
Questionado pelos jornalistas sobre o facto de ter evitado a peixaria, Francisco Louçã foi rápido na resposta; “Nunca vou.” Porquê? “Por uma questão de princípio”, respondeu.
Será que para o Senhor Francisco Anacleto Louçã cumprimentar peixeiras "cria uma dinâmica de espectáculo" e cumprimentar vendedores de fruta, legumes, animais de criação e pão, não?
Segundo o Senhor Francisco Anacleto Louçã, ele quer "contacto com as pessoas", coisa que, pelos vistos, obviamente as peixeiras não são.
Pessoa sensata, que pretende ser, não quer o Senhor Francisco Anacleto Louçã "favorecer nenhuma forma de populismo".
Político sabido, mente desenvolvida e estruturada, será que o Senhor Francisco Anacleto Louçã, apenas quis demonstrar que recusa qualquer "forma de simplicidade na campanha eleitoral.”?
O Senhor Francisco Anacleto Louçã, não é ingénuo e sabe o que acontece num mercado em tempo de campanha eleitoral. Tudo, menos um contacto sério, normal, dos políticos para com as pessoas.
Então, o que foi fazer ao mercado de Alcobaça o Senhor Francisco Anacleto Louçã?
Cumprimentar os vendedores de fruta, de legumes, animais de criação e pão?
Senhor Francisco Anacleto Louçã, pois fique sabendo, que como filho de uma peixeira, considero que Vossa Excelência me ofendeu…

Sem comentários: