quarta-feira, 7 de março de 2012

Um dia não são dias...

Esta foto, já tem dois anos, e é de Pedro Agostinho Cruz.
Não me perguntem porque é que foi escolhida para ilustrar este post, pois não saberia responder.
Há dias, como o de hoje, em que, neste espaço, só me apetece navegar pelo “nonsense” e levar a minha vida, o país, a figueira, a vila de s. pedro, tudo, mas mesmo tudo, a brincar. Sem pedras no sapato, sem traumas, sem preciosismos literários… Nada. Só para me divertir...
Há dias, como o de hoje, em que só me apetece navegar por um país de faz de conta, sem um tusto, rumo ou moral.
Há dias, como o de hoje, em que só me apetece navegar por um país amarrado ao passado, refém do futebol e da Nossa Senhora, à espera de milagres e cego pelo nevoeiro.
Há dias, como o de hoje, em que só me apetece olhar para o vai e vem deste coelho caminhando, inseguro, numa casa completamente arruinada, sem saber se existem portas ou janelas, ou algum raio de sol a espreitar pela frincha do futuro.
Há dias, como o de hoje, em que só  me apetece comemorar os golos do Benfica e deixar-me ir pelo desvio… Colossal!
Um dia não são dias!...

2 comentários:

Zéfoz disse...

E porque não comemorar os golos do Sporting?!...

António Agostinho disse...

Amanhã... Ontem, foi dia do Benfica!
Um abraço