quarta-feira, 23 de março de 2011

Mulher das Castanhas

2 comentários:

Olímpio disse...

Belo documento social e humano e que dignidade em imagem.
Este é o povo esquecido, no qual realizo o meu sentimento de solidariedade, sentindo-o verdadeiramente.
Grato pelo vosso cuidado.

António Agostinho disse...

Belo trabalho. Demonstra talento, sensibilidade e competência.
Parabéns.
Um abraço