quinta-feira, 31 de agosto de 2006

Trabalhos para a construção da nova Ponte dos Arcos arrancam em Setembro

Fotos: PEDRO CRUZ





O início da empreitada de substituição da Ponte dos Arcos vai começar durante o mês de Setembro.
Os estaleiros já estão em fase de montagem.
O prazo de construção é de cerca de dois anos.







A construção desta nova ponte, orçada em cerca de 13,5 milhões de euros, virá substituir a actual Ponte dos Arcos.
A obra passará por várias fases, que vão desde «a construção de aterros provisórios nas margens do rio, passando pela construção das carlingas dos pilares, construção faseada por vão da longarina central, acabamentos finais com abertura ao tráfego das duas vias em cada faixa de rodagem, até às demolições da ponte existente e remoção completa dos vestígios».Esta nova estrutura terá uma extensão total de 240 metros, distribuída por quatro vãos de 60 metros cada. Encontra-se previsto um caminho pedonal com 1,60m de largura, contíguo à berma exterior esquerda da nova via rodoviária, que vai permitir o acesso a pé à zona norte da ponte.

4 comentários:

Sandra White disse...

phentermine - health insurance - debt consolidation - home equity loans Nice comment.. I ll come back for sure :]

Tó (da lota) disse...

Com a pressa qu isto leva é melhor ir já ao marmorista encomendar as placas da inauguração.
Como quem se tem batido por este importante melhoramento é uyma pessoa que nós cá sabemos, Sugiro que se conserve em local adequado a velha ponte e se dê à nova ponte o nome quie merece.
Ponte Doutor Agostinho.
Inaugurada em tantos do tal de dois mil e tal.

Anónimo disse...

Da lota ou da lata , nome mais apropriado,espero que saiba o que quer dizer ÓTÁRIO, o sr. é o maior cobarde que anda por aqui a comentar neste blog porque só sabe tratar mal as pessoas deste blog e não dá a cara, tem medo? Compre um Bau Bau ou ja tem um? Já agora fica a saber tanto de mim como eu sei de si!!!!!!!!

Zé Maia disse...

Os que, em devido tempo, preveniram que o ambiemte na blogosfera local não podia ser melhor do que o resto estavam certos.
A razão dos cépticos nunca me alegra.
Contudo, há que admitir que o ambiente político local está degradado.
O risco de contaminação é real.