segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

A falhar desde 1993...

Nuno Camarneiro vence Prémio LeYa de Literatura…


A obra premiada, é o romance «Debaixo de algum céu»
Em declarações à TSF, o escritor,  nascido em 1977 na Figueira da Foz, confessa que «sonhava que fosse possível»
Ouvido esta manhã pela RTP Informação, o escritor confessou estar "em choque" com a notícia. Falou da obra agora distinguida e desfiou o seu extenso currículo profissional. Questionado sobre o destino que dará aos 100 mil euros que acompanham o galardão, ironizou... 
"Não faço ideia. Não estou habituado a ter tanto dinheiro na conta".

“Na primeira quinzena de Novembro de 2011, Luiz Eduardo de Oliveira e Silva, sócio e irmão de José Dirceu, veio a Lisboa falar com altos responsáveis. Semanas antes, Miguel Relvas tinha recebido Efromovich, a pedido do empresário.”

Na foto sacada daqui, temos o Dr. Relvas,
 o “diligente empreendedor”

Tristeza…


imagem sacada daqui
A tristeza é, porventura, o assunto mais banido da blogosfera.
Percebe-se porquê: poucos  estão  disponíveis para se mostrarem  tristes em directo e assim acrescentarem à sua tristeza o incómodo de ter de responder por ela perante os outros.
Todavia, na Figueira, neste momento, um retrato do quotidiano sem tristeza teria mesmo de ser muito truncado…
Mesmo aquele que, para além de ter contribuído fortemente para a actual tristeza dos figueirenses, consegue ainda vir cá dizer frases  tristes, nunca será o mais triste entre os seus contemporâneos e “conterrâneos” figueirenses.
Santana Lopes tem razão: não se governa “deprimindo o povo”…