Ernest Hemingway: «Um homem pode ser destruído mas não vencido.»

sábado, 4 de julho de 2009

O País “corneado”…


Alguém se lembra o que se discutiu, de relevante, na Assembleia da República na passada quinta-feira?..
O problema, aliás, apesar do insólito, caricato, inesperado e lamentável “episódio dos chifres”, não é novo. Há muito que não se discute, nem sequer na Assembleia da República, o local próprio, a nação portuguesa e os problemas que realmente minam o desenvolvimento deste país.
Nos últimos anos, a discussão política em Portugal tem-se, praticamente, resumido a uma acentuação de ódios pessoais, a julgamentos públicos e sumários de pessoas, a uma obsessão por tricas que, espremidas, são irrelevantes, para o que é mesmo importante: tentar resolver os problemas do país.
O clima anda crispado e - nota-se, existe ódio no ar!..
O povo ignora ou odeia os políticos; os políticos odeiam-se mutuamente; os partidos odeiam a parte minoritária da sociedade que questiona, pensa e coloca problemas reais, mas incómodos…

E, assim, vai indo Portugal...
Alguém consegue ver como um cenário plausível, hoje em dia, por exemplo, Sócrates e Manuela Ferreira Leite, a sentarem-se à mesma mesa para discutir, sem reservas, o país. Quem diz Sócrates e a dona Manuela, poderia dizer Jerónimo de Sousa e Louçã…
Entretanto, o País está cada vez mais atrasado em relação ao espaço europeu… Dizendo mais claramente: eu, o leitor e a maioria dos portugueses, vivemos cada vez pior…
A Justiça, a Saúde, a Educação, o Emprego, são sectores onde a degradação é conhecida e reconhecida…
E sem Justiça, Educação, Saúde, Emprego, não há País moderno, civilizado, progressista, onde a maioria tenha gosto em viver…
Este País fatalista, amorfo e conformado, habituou-se, há muito, a ser “corneado” por quem o tem dirigido… O episódio Pinho, foi, apenas, mais uma “cornada”…
Só que, esta, fotografada e filmada…

Festa de S.Pedro 2009

7º - Dia da Festa
Dulce Guimarães
Escola de Samba "A Rainha"
Escola de Samba Unidos do Mato Grosso TVE

quinta-feira, 2 de julho de 2009

Aleijou-se com a brincadeira...

Sócrates acaba de anunciar a saída de Pinho do Governo.

Portugal continua com o problema de sempre…



Hoje, o que é raro, comprei o jornal Público…
Ainda bem que o fiz…
Tive oportunidade de ler um magnífico texto de Miguel Esteves Cardoso (lembram-se dele, aqui pela Figueira, visitante assíduo do Festival de Cinema da cidade, pelos idos anos 70 e 80 do século passado…) onde ele conclui que Portugal só tem um problema: “o povo português”.
Ao ouvir, via rádio, os políticos e o relato do que estão fazer esta tarde no Pralamento português, dou conta que Pinho esteve ao seu nível, com uma atitude inqualificável, que até já obrigou Santos Silva a pedir desculpas públicas ao PC e BE. Enquanto prossegue este debate Estado da Nação, agora que estamos em período pré-eleitoral, não posso deixar de confidenciar aos meus botões: “somos um povo desmotivado, desiludido, desanimado, cansado, pobre, desgraçado, desconfiado, mas como dar volta a isto?..
Como diz o MEC na sua crónica: "o problema, jamais consegue resolver o próprio problema!..”

Nota complementar: será que o Fernando Campos é bruxo?..

X&Q697


A posição dos políticos perante “o submundo da blogosfera” está a mudar…

Acabei de ler no blog Delito de Opinião.
“António Costa, presidente da Câmara Municipal de Lisboa, promove amanhã, a partir das 18 horas, no Arquivo dos Paços do Concelho, um encontro com as pessoas que participam nas redes sociais para apresentar o balanço do mandato autárquico. É o reconhecimento do crescente papel destes meios e da sua importância na dinâmica que quer imprimir em Lisboa.”
O mundo é mesmo composto de mudança: ainda não há muito tempo, a 2 de Outubro de 2008, num programa de televisão que dá pelo nome de Quadratura do Círculo, esta “coisa” a que se convencionou chamar blogosfera, foi rotulada de “submundo” e “lixo”, precisamente por António Costa.

Mas, se em Lisboa já é assim, “a boa crítica e o bom elogio passam por ouvir o que todos têm a dizer”, cá pela Figueira, cidade que tem tradições democráticas e não consta que seja terra de fanáticos, de vez em quando, lá surge perante a opinião pública figueirense, um caso de forte crispação anti-bloguista…
No dia em que foi aprovado na Assembleia da República o decreto-lei (que ainda não se sabe bem como vai ser regulamentado para ser posto em prática, pois existem dificuldades técnicas que têm de ser torneadas, mas isso é paleio para outra ocasião…), um autarca local duma freguesia urbana, ouvido ao fim de uma tarde eufórica, cerca das 18 horas presumo, por um jornalista de um diário do distrito de Coimbra, acerca do evento, “desferiu um forte ataque” ao “único eleito do concelho que se absteve na votação” sobre a elevação de S. Pedro a vila.
Referia-se a um elemento da assembleia de freguesia: “condeno esse habitante, que não é digno de habitar aqui!”.
Pouco tempo depois do presidente da junta vir a terreiro, seguiu-se o secretário que não aceita que algém “se refugie num blogue…..”. Presumo, que ele nã controle….

O fanatismo é isto: parte-se de uma verdade – uma abstenção – para a desvirtuar, tirando-a do contexto, utilizando-a como dá melhor jeito.
Isto, tem a importância que tem, mas mostra que o fanatismo, assume, neste caso concreto, um dos seus rostos: o politico.
O que é grave, pois o fanatismo político tem regado a História com o sangue de muitos inocentes...

Mas, dado que, como é sabido, não existem fanáticos felizes, estes senhores, para quem tudo o que se desconhece e não se controla, assusta, têm os dias contados.
A blogosfera pode ter – e tem - pontos duvidosos, mas é de uma riqueza e diversidade cultural que muito dificilmente tem igual noutros meios de comunicação.
Pode ser até que, já para os actos eleitorais de Setembro e Outubro próximos, alguém cá pela Figueira, aproveite a sugestão deste blogue e percorra os passos de António Costa em Lisboa!...
António Costa, em Lisboa, mudou em relação à blogosfera… Pela província, as coisas costumam ser mais lentas, mas vamos lá chegar…

Festa de S.Pedro 2009

5º - Dia de Festa
SKARFACE
TRIBASATIVA

quarta-feira, 1 de julho de 2009

Populismo...

Ontem mesmo, neste Outra Margem, deixei escrito “que está na hora de se falar da implantação de equipamentos desportivos em São Pedro”.
Raio de coincidência. Ontem mesmo (está hoje no jornal As Beiras) o jogador da Selecção Nacional de Futebol Hugo Almeida foi apresentado como mandatário para a Juventude da candidatura de Ataíde das Neves na corrida à Câmara Municipal da Figueira da Foz.
A dado passo desta iniciativa de propaganda eleitoral, João Ataíde das Neves, sublinhando que o jogador representa tudo aquilo que o partido socialista defende para a candidatura à câmara municipal, acrescenta: “queremos apostar fortemente no desporto nas camadas jovens”. E mais adiante, depois de lamentar que a cidade não disponha ainda das infra-estruturas necessárias, o juiz desembargador e candidato do PS prometeu que se conquistar a presidência da autarquia figueirense no próximo dia 11 de Outubro irá prestar a devida homenagem ao jogador de futebol. Nomeadamente, “será construído um campo de futebol sintético, em Buarcos, com o nome de Hugo Almeida.”
Isto, é mais do mesmo, isto é o que, cá pela Figueira, a casa gasta há muitos anos: medidas casuísticas e avulso, eleitoralismo, oportunismo, demagogia, pouco conhecimento da realidade e populismo.
Apostar fortemente no desporto nas camadas jovens no concelho era, com seriedade, inventariar as necessidades, planear a acção, e procurar os recursos financeiros para concretizar o plano de investimento em infra-estruturas realmente necessárias e adequadas às necessidades.

Senhor candidato do PS: prcurar conhecer o trabalho dedicado dos carolas associativos espalhados pelo concelho que deseja gerir nos próximos quatro anos, olhar para as lacunas que existem, falar com as pessoas, conhecer o concelho real e depois procurar as soluções, talvez não fosse má ideia…
Apenas mais um pormenor senhor doutor juiz desembargador: se não quiser ter muito trabalho, fale com o melhor vereador que a Figueira teve nos últimos vinte anos - é do seu Partido e chama-se António Tavares.

Declaração de interesses:
sou Amigo do António Tavares, há muitos anos. Mas, para mim Amizade é uma coisa e política é outra. Não misturo.

Deixem de sonhar, vão ao cinema…

Entre sonhar e ir ao cinema, podem encontrar-se semelhanças.
No sonho, os olhos ao fecharam-se podem funcionar como as luzes nas salas de cinema ao apagaram-se, antes de si iniciar a projecção da fita.
Todavia, entre sonhar e ir ao cinema, também se encontram diferenças. E muitas…

No cinema, normalmente, sabemos ao que vamos, ou, pelo menos, temos uma ideia – ainda que só aproximada. Ou vimos um cartaz, ou lemos algo, ou conhecemos o nome do realizador, dos actores ou das actrizes…
Numa ida ao cinema, não estamos livres de apanhar um “barrete”, contudo, mais ou menos, sabemos ao que vamos.

Quando sonhamos, é diferente. Ninguém consegue programar o sonho. Se isso fosse possível, certamente que não existiria o pesadelo.
Contudo, o ideal seria podermos intervir no sonho, como actuamos no cinema: se não gostarmos do filme, podemos sair da sala quando nos apetecer…

Não só, mas é, também, por esta razão que, entre sonhar e ir ao cinema, prefiro ir ao cinema.
No cinema posso escolher, pois existem opções para todas as preferências: comédia, drama, terror, coboiadas, melodramas - sei lá!..
Com tanto filme que há para ver, ocupo o cérebro e, assim, livro-o do pesadelo de certos sonhos que andam a atormentar, por aí, certos mortais meus conhecidos que, depois, resultam em cada fita!..
Só visto...

X&Q696




Festa de S.Pedro 2009

4º - Dia de Festa
DANCE 4 YOU
TEMPEST

Faina maior


"Aproxima-se o dia em que a merecida homenagem ao homem do mar da Cova-Gala, personificado na figura do pescador de bacalhau à linha, vai ter lugar."
Comungo da previsão e do desejo do João Pita.
"Será, decerto, um Bom Dia."

Encontro de cabeleireiros vai ser apresentado ...