.

#FIQUE EM CASA. LAVE AS MÃOS. EVITE CONTACTOS. #FIQUE EM CASA. LAVE AS MÃOS. EVITE CONTACTOS. #FIQUE EM CASA. LAVE AS MÃOS. EVITE CONTACTOS. #FIQUE EM CASA. LAVE AS MÃOS. EVITE CONTACTOS. #FIQUE EM CASA. LAVE AS MÃOS. EVITE CONTACTOS. #FIQUE EM CASA. LAVE AS MÃOS. EVITE CONTACTOS. #FIQUE EM CASA.#FIQUE EM CASA.

terça-feira, 18 de fevereiro de 2020

O "meio comentador de futebol e meio político" Ventura...

Normalmente, costumo ver o jornal da noite da  TVI às segundas. Concordando ou discordando, gosto de ver Miguel Sousa Tavares opinar e debater sobre a espuma dos dias.
Ontem, contudo, por terem anunciado a presença de André Ventura no jornal da noite, propositadamente passei ao largo.
Hoje, porém, alguém ligado à política, disse-me que o André Ventura deu uma coça ao Miguel Sousa Tavares. Despertou-me a curiosidade. E fui ver... 


O resultado foi o que esperava. Não percebi o que pretendia Miguel Sousa Tavares ao dar palco a Ventura. Se pensava que ia desmascarar o fascista e populista, a coisa saiu-lhe como tinha de sair: mal.
André Ventura não olha a meios para atingir os fins: não respeita nada. 

Mas Ventura não se atrapalhou: atropelou o MST, deixou-o na valeta. E, pelo que me disse hoje à tarde, alguém ligado à política, deve ter passado o seu discurso demagógico, populista e trauliteiro para o grande público.
É verdade que  Miguel Sousa Tavares tentou fazer o contraditório às afirmações de André Ventura. Todavia, caiu na armadilha. O palco que lhe foi dado na TVI, na longa entrevista dada no telejornal, serviu às mil maravilhas para o que Ventura, "meio comentador de futebol e meio político", quer fazer passar para o eleitorado que quer captar: mostrar que está sozinho num dos lados da barricada e que é único na luta, contra tudo e contra todos.

Sem comentários: