segunda-feira, 3 de dezembro de 2018

Findagrim

Imagem Fernando Campos
O legado de Filipe Dias.
"A Findagrim, Feira Comercial, Industrial e Agrícola de Maiorca, é um dos maiores eventos de Verão, na região, mas o de 2019 pode estar em risco, ou sofrer fortes alterações no modelo a seguir. É que «apesar do investimento este ano ter sido menor», o evento que decorreu em Agosto e teve como cabeças de cartaz nomes como Ana Malhoa, Quim Barreiros, Toy, Amor Electro e “Os Red”, deixou «uma dívida de 39 mil euros, que estamos com dificuldade em assumir. Os fornecedores tentam reaver o que é deles, mas não conseguimos verba para pagar a tempo e horas», explicou ao nosso Jornal, o presidente da junta, salvaguardando no entanto, que tem «um acordo com as empresas, tem havido diálogo» e aos poucos, anda a saldar as dívidas."
Via Diário de Coimbra

Nota de rodapé.
Contas da FINDAGRIM de 2018: receitas ascenderam a cerca de 122 mil euros.Despesa situou-se nos 170,5 mil euros. Défice chega perto dos 48,3 mil euros.
Ao tempo que sabemos que na Figueira os números não mentem... Também sabemos, porém, que há na Figueira  mentirosos inventam números...

2 comentários:

fc disse...

Mesmo que tenha sido "desconvidado" de colaborar no teu blogue (que, diga-se, está muito mais bonito, mais clean, mais sério, mais, sei lá, institucional ou lá o que é) permite-me, ainda assim, caro Agostinho, uma sugestão de correcção para o título deste posta. É que este não é apenas o legado de Filipe Dias. É, também e sobretudo, já o de Rui Ferreira. Também já lhe fiz o "retrato" que, já agora também podes usar, sem parcimónia como de resto tem sido habitual entre nós. Se o fizeres, e como as coisas não nascem feitas alguém as cria, ficar-te-ia imensamente grato se fizesses igualmente o link para a "fonte" da "ilustração".
Um Abraço.

António Agostinho disse...

Essa do "desconvidado" francamente não percebi. Quanto ao resto: o Rui Ferreira acabou com o legado do Filipe Dias. A Findagrin era um balão: inchou, inchou, inchou... e acabou por rebentar.
Contas da FINDAGRIM de 2018: receitas ascenderam a cerca de 122 mil euros.Despesa situou-se nos 170,5 mil euros. Défice chega perto dos 48,3 mil euros.
Quanto ao resto: está feito o link para a "fonte" da ilustração, falta da qual me penalizo, pois não está suficiente explícito, mas estava lá... Bastava seguir o link do legado do Filipe Dias...