terça-feira, 16 de agosto de 2016

Duas "cunhas" a Miguel Almeida ...

Os postes chegaram ao Cabedelo em 10 de
dezembro de 2014. Foto de Miguel Figueira
1. O projecto para a iluminação do surf no Cabedelo foi entregue à Câmara em 2011 na sequência do desafio lançado em 2010.
Portanto, aproveitando a tua boa vontade e disponibilidade para o efeito, vê lá se metes uma "cunha" ao presidente Ataíde para haver uma clarificação sobre este assunto.
Já decorreu mais que tempo para haver uma decisão... 


Passados quase dois anos, os postes continuam
no mesmo local. Foto António Agostinho
2. Os postes, encontram-se no local, desde o dia 10 de dezembro de 2014, deitados no mesmo sítio onde os deixaram...
Se não são para ser utilizados, já decorreu mais do que tempo para serem retirados. 
Apesar da quilometragem que já traziam já devem ter descansado o suficiente!..
Portanto, aproveitando a tua boa vontade e disponibilidade para o efeito, se a primeira "cunha" não resultar, mete lá a segunda...

Nota de rodapé.
Importante, na Figueira, é ter Miguel Almeida, um vereador da oposição ao serviço da situação!.. 
Se não podes vencê-los junta-te a eles: a política figueirinhas é isto...
Rezar deve ser constrangedor e frustrante. 
Digo isto porque sempre que peço um favor a alguém sinto-me desconfortável... 
Rezar, no fundo, é pedir um favor a alguém, mesmo que esse alguém seja uma suposta divindade. 
Digamos que, rezar, é a "cunha institucionalizada"
Rezar, é ficarmos satisfeitos por pedir algo, mesmo que esse algo não seja satisfeito...
Somos pouco exigentes. Contentamo-nos facilmente. O facto de fazermos o pedido chega para nos tranquilizar... 
É curto, mas, como sabemos, cá pela santa terrinha, a maioria fica satisfeita com pouco!.. 
E ainda dizem que o figueirense pede demais!..

2 comentários:

Anónimo disse...

Não há poste que resista ao ler que a Cátia Guerreiro vão cantar à festado Avante.
Acompanhada à guitarra pelo Cavacum?
Mau. Mesmo mau.

Antonio Agostinho disse...

Até que enfim!..
Não sou dos que pensa que os artistas por cantarem em ares arejados são menores.
Pelo menos para mim, não é liquido, se a Kátia Guerreiro, foi beneficiada pelo seu “fado” Cavaco.
Uma vida passada entre aplausos calculistas e “amigos” interesseiros, era uma vida que não desejava para mim, se fosse artista.
O que sei, apesar de não fazer o meu género, é que é uma artista inimitável.
Tanto quanto eu sei, apesar de já lá não ir há uns bons anos, é que A Festa do Avante! é uma festa cultural e musical com a duração de 3 dias, realizada pelo Partido Comunista Português.
Penso que continua a ser o maior evento político-cultural realizado em Portugal.
Afinal, ao que parece, os comunistas estão a sair do Parque Jurássico...
É isso que incomoda o anónimo?...