segunda-feira, 8 de agosto de 2016

De tempos a tempos, continuo a gostar de ouvir o som de uma melodia do passado...

1 comentário:

Rogerio G. V. Pereira disse...

Boa memória.
Assisti, ao vivo, naquela Festa (que não há outra como ela) em 2001.