segunda-feira, 4 de abril de 2016

O buraco na A14: quem é que não quer prever o que era facilmente previsível?

FOTO DB/LUÍS CARREGÃ
Como é conhecido, um troço da A 14,  a autoestrada do Baixo Mondego, que liga Montemor-o-Velho à Figueira da Foz, ao quilómetro 10, na zona de Maiorca, a auto estrada que liga os figueirenses às maternidades de Coimbra, por exemplo, cedeu e provocou uma cratera na estrada.
Quem conhece bem o local, sabe que existe uma passagem de água sob a autoestrada. Portanto, nada mais natural que a pressão das águas - e aqueles terrenos são zona de alagamento e de cheias... -, que fossem sendo provocados danos, pelo que o aconteceu era previsível, mais ano menos ano: o abatimento do piso terá resultado do colapso de uma conduta de escoamento de água.
A Figueira, tem um azar do caraças!..
Com as obras da barra é o que sabemos... Agora, é este caso do buraco na A14, uma obra com 20 anos (o troço Figueira da Foz - Montemor-o-Velho oeste entrou em funcionamento em 1994) ...
Neste momento, com o aumento do tamanho da cratera e dos danos na estrutura, considera-se possível que os trabalhos se prolonguem até ao início do verão. Se isso vier a acontecer, o sector do turismo da Figueira da Foz poderá ser seriamente afectado.
Será assim tão difícil prever o que, em devido tempo, é facilmente previsível?...
"Quem prende a água que corre\ É por si próprio enganado\ O ribeirinho não morre\ Vai correr para outro lado."António Aleixo, Poeta Popular.

1 comentário:

paulo polonia disse...

sem esquecer as obras que estão a fazer na 111 que são para uma alternativa ás portagens para a a14 da figueira a Montemor
isto não é falado na comunicação social,as ricas alternativas que temos.
passados 20 anos a passar nesse troço é que se lembram de por portagens possivelmente por a a14 para Coimbra ser um fiasco tremendo que era de esperar
felizmente temos um presidente que faz tudo pela figueira e de certeza que não vai deixar montar as portagens

vamos prá rua fazer barulho figueirenses não se deixem comer por parvos