terça-feira, 13 de outubro de 2015

Barra da Figueira foi reaberta

foto sacada daqui
A navegação na barra do porto da Figueira da Foz, encerrada desde o naufrágio, na passada terça-feira, do arrastão “Olívia Ribau”, que vitimou cinco dos sete tripulantes da embarcação, foi ontem aberta à navegação, embora sujeita a alguns condicionalismos, e utilizando o mesmo canal que no domingo foi utilizado para a saída de embarcações.
A entrada de navios no porto da Figueira da Foz está a ser efectuada com recurso a sinalização de bóias e apoio de embarcação da Marinha.

13 comentários:

Fernando Campos disse...

Foda-se, que lindo. A comunicação social e o poder instituído (o leitãozinho porta-voz da armada)em alegre confraternização, depois do dever cumprido.
Isto nem é pornográfico, Agostinho. Nem sequer obsceno. É apenas muito repugnante. Demais. Puta que os pariu. Pensava eu que já tinha visto tudo.

marta disse...

Credo tanto azedume..........

jls disse...

Caro Fernando Campos: há mais na vida do que andar, sempre, a dizer mal de tudo, ainda por cima por causa de uma fotografia que não tem mal nenhum, apenas reúne quem passou seis dias A TRABALHAR , com profissionalismo e esforço, numa situação muito complicada a todos os níveis, para que todos (blogues incluídos, que replicam as noticias dos órgãos de comunicação social, sem licença sequer pedirem) possam saber tudo o que se passa. De uma vez por todas, mesmo que a tua proverbial falta de honestidade intelectual não mereça tanto: o que escreveste aqui, de forma vil e cobarde, como é teu hábito, para a próxima dizes-me (a mim e aos meus camaradas de profissão) cara a cara. Se tiveres tomatinhos, claro! Não desço ao teu nível, mas é o que mereces.

A Arte de Furtar disse...

"Não havia necessidade" – diria o Diácono Remédios (Herman José).
Ofensivo? E estou a elogiar.

Festa em tempo de dor e profunda revolta.
Morrerem dentro da barra, porra!
E ainda há tempo e cara para festa?

E o sr oficial de Marinha, ri de quê?
Revelou-se "O verdadeiro artista" – Serafim Saudade (Herman José)...


Antonio Agostinho disse...

A natureza dos blogues é esta: a de serem irreverentes com os poderes, ou não serem, se lhes apetece. Eu, desde que me conheço, tenho o meu estilo.
Haja quem me aponte um só texto a ofender pessoalmente alguém.
Quando aos políticos, aos jornalistas, aos governantes, aos sindicalistas, aos representantes das confederações empresariais - resumindo, as chamadas figuras públias - no seu desempenho público, isto é, no que tem a ver com a vida de todos nós, tenho direito a ter e a manifestar a minha opinião. Por aqui, sempre foi assim e sempre assim será. Estamos a falar, do meu ponto de vista, dos fundamentos da liberdade que, para todos nós, incluindo o Fernando Campos e JLS, não devem ser negociáveis, nem um milímetro, se tivermos sabedoria. O comentário do Fernando, tal como o do JLS está assinado. Não tenho feitio para censor. Por isso, os dois foram publicados. Quanto à minha postagem: limitei-me a registar a abertura da barra. Deverá ter sido uma das postagens mais inócuas que publiquei neste blogue.

jls disse...

Muito certo mas... P*** que os pariu é que não... é gratuito, ofensivo e não acresce nada à opinião... e a liberdade, como sabem... tem limites! E dizes bem... "Se tivermos sabedoria". E bom senso. Que não tiveram nenhuma. Terão os dois notícias minhas... caso encerrado!

Anónimo disse...

O comentario do Fernando quanto a mim é violento mas convenhamos que esta foto e estes sorrisos são despropositados e infelizes.
Esta foto não tem cabimento perante a tragédia.
Falta de sencibilidade e alguma falta de respeito pelas familias enlutadas.

Fernando Campos disse...

Caro jls:
Ainda que a minha “proverbial desonestidade intelectual” não o mereça, agradeço desde já o gentil reparo pelo meu matinal destempero verbal. Que não deve ser encarado de forma literal, como um insulto, mas como um desabafo (não conheço nem nunca vi as mães dos senhores e senhoras retratados e geralmente só me manifesto sobre o que vejo e conheço).
Tratou-se portanto de um desabafo de alguém confrontado logo de manhã pelo absurdo do despropósito e da estupidez. O que eu vi, caríssimo, foi um retrato infeliz de um grupo de gente aparentemente satisfeita, contentíssima, no local e ao sétimo dia de uma tragédia de cinco mortos. O que me chocou foi a enormidade da circunstância; o non-sense alarve da oportunidade; a aparente faceira cumplicidade de um grupo de jornalistas com o porta-voz de uma entidade relapsa e incompetente cujo triste desempenho pode ter contribuído para a dimensão da tragédia O vernáculo do meu comentário apenas quis reforçar essa perplexidade - não supracitar a suposta actividade das mães dos retratados que, como é óbvio, desconheço.
Ao contrário do que refere, não foi “de forma vil e cobarde” que o fiz. O que escrevi, retirando-lhe o vernáculo se o melindra, mantenho-o: “Acho que não é pornográfico, nem obsceno, é apenas muito repugnante. Demais. Pensava eu que já tinha visto tudo”. E assino em baixo como, ao contrário do que afirma, é sempre o meu costume.
Se porventura esta explicação não o satisfez, caro jls, e registando o alto nível da referência, salvo seja, aos meus “tomatinhos”, reitero-lhe também desde já a minha inteira disponibilidade para “subir ao seu nível” e dizer-lhe “cara-a-cara”, civilizadamente, o que me chocou na referida fotografia. Marque um local e uma hora. Lá estarei.
Atentamente,
Fernando Campos

NRBlackPage disse...

Nem mais!!!

NRBlackPage disse...

Se fosse um filho seu, um pai ou um irmao...

NRBlackPage disse...

Fernando, se fosse um filho ou um irmao ou um pai ele n reagia assim! Tenho NOJO desta gente que tira fotos a sorrir de um local onde morreram 5 pessoas poucos dias antes e onde ainda estamos a espera de saber onde estavam as autoridades responsaveis pelo salvamento que so apareceram 1h depois?!?

Blood Red disse...

O culpado foi o fotografo que os mandou rir... sinceramente, estarão a rir-se de quê e para quê? haja decoro, pelo menos do senhor fardado!

Anónimo disse...

Excelenticimo Sr (penso eu, sendo que esta a ameacar o Sr Fernado com um cara a cara) JLS, respeito muito a vossa profissao (jornalistas, penso eu que o Sr o Seja) mas fazia-lhe uma pergunta. Acha que fica bem depois do sucedido os sorrisos a todos esses profissionais? sendo que sabem que a foto sera para blogs. Acha bem que o Sr fardado esteja a rir-se como de uma anedota se tratasse? Deviam era perguntar a esse senhor o que pensava do sucedido, e nao andarem a tirar fotos com ele, isso sim E ser profissional! E desde Ja lhe digo nao venha com ameacos para mim de cara a cara porque eu sou pessoa para ir a sua procura!

Fabio Silva (familiar de duas das vitimas)